Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


iNterpretaNdO dOcumeNtOs: teXtO



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página63/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
iNterpretaNdO dOcumeNtOs: teXtO
Leia os dois documentos a seguir. São tre-
chos de cartas pessoais escritas em 1916 por 
dois soldados mobilizados durante a Primeira 
Guerra Mundial. Com base nas informações 
dos documentos, bem como em seus conhe-
cimentos, responda ao que se pede a seguir.
Documento 1
Querida Sophie!
Isto não é um ataque, é uma carnificina. Você já sabe 
do nosso fracasso. Não pode pôr a culpa nos soldados
eles fizeram tudo que estava a seu alcance. Tampouco 
podemos culpar os oficiais do 
front. A culpa toda é do 
quartel-general. Para dizer a verdade, esse último ata-
que me fez perder a vontade de continuar lutando. Já 
vi gente pôr em risco milhares de vidas, apenas com o 
intuito de ganhar a própria medalha. No momento não 
há a menor possibilidade de derrotarmos os alemães. Tal-
vez mais adiante, quando fizerem mudanças no Exército. 
Basta deste assunto. Agora faço parte da reserva e passo 
os meus dias deitado na grama, aquecendo-me ao sol e 
ouvindo o canto dos pássaros.
Documento 2
Caros pais!
No mesmo dia que eu lhes enviei uma carta daqui, 
acabei caindo e torcendo o dedo médio da mão esquer-
da, como Misse já deve ter lhes contado. O transporte 
que me levaria para casa já se foi, mas dentro de uma se-
mana o dedo deve estar em boas condições de novo. Ele 
na verdade se curou bem rápido. Tenho caminhado por 
aqui, aproveitando a vida e a natureza. Minha lavadeira 
me emprestou um bom romance francês e, quando can-
so da leitura, fico desenhando. Pretendo mandar-lhes 
alguns desenhos meus. Já mandei um para a tia Doro-
thea. Não que seja um grande presente, mas não há nada 
para fazer por aqui, a vida está muito aborrecida e não 
sei como agir quanto a isso. Creio que este meu estado de 
apatia seja proveniente da nossa má alimentação. Nunca 
recebemos outra coisa para comer que não seja sopa de 
aveia, sempre a mesma sopa de aveia! Sem falar no pão e 
naquela intragável geleia.
ENGLUND, Peter. 
A Beleza e a Dor: uma história íntima da
Primeira Guerra Mundial. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
NÃO
ESCREVA
NO
LIVRO

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   ...   513




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal