Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página460/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   456   457   458   459   460   461   462   463   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
orGAnIzAndo AS IdeIAS
(p. 127)
1. Em novembro de 1935, a ANL e o PCB lideraram um le-
vante que tinha o intuito de tomar o poder e implantar 
o comunismo no Brasil. A insurreição, derrotada, fez 
com que o governo promovesse uma forte repressão 
aos comunistas e decretasse estado de sítio. Sob esse 
clima de tensão, Getúlio Vargas articulou com as For-
ças Armadas e os governadores sua permanência no 
poder. Isso foi favorecido, em 1937, pelo Plano Cohen
uma falsa conspiração comunista para a tomada do 
poder, que foi montado por um capitão integralista. 
Embora se tratasse de um plano falso, Vargas o utili-
zou como se fosse verdadeiro e em 10 de novembro 
de 1937 ordenou o fechamento do Congresso por 
tropas do Exército. Em transmissão radiofônica, o 
presidente declarou canceladas as eleições e anun-
ciou a instauração do Estado Novo, segundo ele um 
governo “forte, de paz, justiça e trabalho”.
2. Com a criação do DIP, em 1939, o governo estabele-
ceu diversas formas de controle dos meios de comu-
nicação e de divulgação da propaganda oficial do go-
verno. O DIP possuía agentes encarregados de fazer 
a censura a jornais, revistas, rádios, livros e cinema. 
Eles também elaboravam as peças publicitárias que 
mostravam o presidente como uma figura paternal
bondosa, severa e exigente. O órgão elaborava tam-
bém cine documentários, livros e cartilhas escolares 
que enalteciam a figura de Vargas e transmitiam 
noções de patriotismo e civismo.
3. As primeiras transmissões radiofônicas ocorreram em 
1922 no Brasil. Entre 1922 e 1928, surgiram dezenove 
estações de rádio no país, mas ainda não existia uma 
regulamentação pública das transmissões. Alguns 
anos depois, em 1932, o governo iniciou a regulamen-
tação e a concessão de rádios. Além disso, passou a 
permitir a divulgação de comerciais nas transmissões. 
Em 1940, o governo Vargas transformou a Rádio 
Nacional em um instrumento de propaganda do 
governo. Com isso, teve início a Era de Ouro do rádio 
brasileiro. Nesse período, artistas se tornaram ídolos 
nacionais e composições musicais, que enalteciam 
Vargas e seu governo, se tornaram conhecidas no país 
inteiro. O rádio, assim, se tornou um importante meio 
de comunicação na sociedade brasileira.
4. No início da Segunda Guerra, o governo Vargas 
manteve uma posição ambígua, mostrando-se fa-
vorável ora às forças do Eixo, ora às tropas Aliadas. 
Ideologicamente, dadas as condições autoritárias 
do governo brasileiro, o Estado Novo aproximava-se 
dos países do Eixo. Em 1940, o presidente chegou a 
elogiar o sucesso das forças nazistas na Europa. No 
entanto, o governo estadunidense pôs em prática 
apolítica de boa vizinhança, enviando ao Brasil em-
préstimos, vantagens comerciais e apoio técnico. 
Em 1942, depois que navios mercantes brasileiros 
foram afundados por submarinos alemães, Vargas 
declarou guerra aos países do Eixo.
5. As manifestações populares e estudantis a favor da 
Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   456   457   458   459   460   461   462   463   ...   513




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal