Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


InterPretAndo doCUmentoS: teXto



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página459/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   455   456   457   458   459   460   461   462   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
InterPretAndo doCUmentoS: teXto
(p. 121)
a) Para Francisco Campos, a finalidade do ensi-
no secundário é essencialmente formativa, ou 
seja, deve desenvolver as faculdades de apre-
ciação, de juízo, de critério, que são essenciais 
para todas as atividades humanas. Ele critica 
as concepções de ensino que enxergavam o 
ensino secundário apenas como uma etapa 
de passagem e de preparação para o ensino 
superior. Assim, contra essa visão pragmática 
e aplicada do ensino, ele defendia a proposta 
de uma formação ampla, humanista e capaz de 
formar intelectualmente o indivíduo.
b) A proposta de reforma educacional do governo 
Vargas visava a criação de uma elite mais bem 
preparada intelectualmente. Assim, o projeto 
defendido por Campos pode ser visto como 
um exemplo dessa concepção, na medida em 
que ele defendia que a educação não tinha um 
caráter meramente técnico ou preparatório 
para o ensino superior, mas sim uma formação 
ampla do indivíduo, capaz de lhe ajudar a resol-
ver todo tipo de problema da vida prática. Além 
disso, a disposição da grade disciplinar, com 
ampla variedade de disciplinas e o oferecimento 
de diversas línguas estrangeiras, reforça essa 
perspectiva, já que expressa uma concepção de 
educação ampla e que aborda toda a variedade 
de conhecimentos humanos.
HPP_v3_PNLD2018_MPESPEC_305a384.indd 337
6/2/16 5:50 PM


338 MANUAL DO PROFESSOR
eSQUemA-reSUmo
(p. 126)
O governo Vargas pode ser dividido em três períodos 
principais. O primeiro, entre 1930 e 1934, é conhecido 
como Governo Provisório. Nesse período, o governo to-
mou medidas para fortalecer o Poder Executivo e ajudar 
os cafeicultores, bem como promoveu reformas educa-
cionais e na legislação trabalhista. Além disso, iniciou 
reformas na legislação eleitoral para a criação de uma 
nova Constituição, o que ocorreu em 1934. Ainda nesse 
ano, Vargas foi eleito pelos constituintes presidente da 
república, marcando a segunda fase de seu governo. Este 
ocorreu entre 1934 e 1937 e foi marcado pela intensa 
polarização política, especialmente aquela que opôs a 
Ação Integralista Brasileira (AIB) e a Aliança Nacional 
Libertadora (ANL). Após o fracasso da Intentona Comu-
nista, o governo Vargas tomou medidas para restringir 
as liberdades individuais e ampliar seus poderes. Poste-
riormente, em 1937, o governo aproveitou a existência 
de um suposto plano de conspiração comunista para rea- 
lizar um golpe de estado e suspender a Constituição de 
1934. Isso marcou o início do Estado Novo, a terceira fase 
do governo Vargas. Durante o Estado Novo, surgiu um 
regime autoritário e repressivo, que passou a controlar 
os meios de comunicação e a combater seus opositores 
para se manter no poder. Foi durante o Estado Novo que 
o Brasil se envolveu na Segunda Guerra Mundial, lutando 
ao lado dos Aliados contra as forças do Eixo. As críticas ao 
regime autoritário de Vargas se fortaleceram a partir de 
1942, crescendo ainda mais nos anos seguintes, principal-
mente devido ao fato de que, no Brasil, Vargas mantinha 
um governo autoritário e, no exterior, lutava ao lado dos 
Aliados contra os nazistas. Essa contradição, somada a 
outros fatores, provocou o fim do Estado Novo em 1945, 
com o afastamento de Vargas do poder.

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   455   456   457   458   459   460   461   462   ...   513




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal