Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página350/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   346   347   348   349   350   351   352   353   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
dOcuMeNtO 1 – 
livro
dOcuMeNtO 2 – 
Quadrinho
©
19
93 B
ill W
at
te
rs
on
/U
ni
ve
rs
al U
cl
ic
k
278
HMOV_v3_PNLD2018_259a279_U4_C13.indd 278
21/05/16 20:23


Tal como se propala mundo afora, o mal-estar de 
grandes segmentos da sociedade decorre da convicção 
de que as autoridades contratadas, via eleições, para 
administrar os recursos das comunidades, não estão 
oferecendo serviços à altura do acordado. Pior, es-
tariam se apropriando ilegalmente de parte desses 
recursos públicos. Daí a suposição de que exista um 
conjunto de normas partidárias e eleitorais capaz de 
propiciar uma limpeza em regra nos costumes. Embora 
tal conjunto, se acaso existisse, não garanta tipo ou 
qualidade das políticas públicas que venham a instituir
alguns imaginam que pelo menos os recursos públicos 
não seriam mal administrados ou sequestrados de for-
ma pecaminosa. Não conheço e sou cético quanto à 
existência de tão eficientes regras partidárias e eleito-
rais. Em todo caso, elas não se aplicariam ao outro lado 
das transações espúrias, isto é, os corruptores. Talvez 
no futuro, mas não agora, as sociedades disponham 
de filtros aptos a só deixarem vir ao mundo cidadãos 
virtuosos. Nesse quesito, e por enquanto, é forçoso 
reconhecer que o Brasil hospeda sensacional taxa de 
corruptores, alguns operando por meios persuasivos, 
outros por assédios agressivos.
Do jovem motoqueiro insinuando uma gorjeta ao 
policial que o multa por excesso de velocidade ao in-
dignado cidadão que esbraveja contra as instituições 
políticas, mas, enquanto feliz proprietário de um es-
tabelecimento comercial, oferece modesta propina 
para que o fiscal ignore as insatisfatórias condições de 
segurança de incêndio de seu negócio – são raríssimas 
as exceções à cultura prevalecente no Brasil, segundo a 
qual é quase sempre possível esconder uma ilegalidade 
promovendo outra.
E não há talvez brasileiro que nunca tenha sido ob-
jeto de ameaçadora pressão corruptora por parte dos 
profissionais liberais – médicos, advogados, dentistas, 
analistas, etc. – a cujos serviços recorre com frequência, 
deixando de cobrar-lhes recibos e tornando-se cúmplice 
de crimes fiscais. Pois, neste caso, são os corruptores 
e corruptos que se consideram iguais na demanda por 
ética na política, e até justificam a violência niilista de 
alguns grupos em passeatas intimidantes pelas ruas do 
Rio de Janeiro, São Paulo e outras cidades.
Se o conteúdo material das políticas de governo prati-
camente nada deve às regras eleitorais e partidárias, e se a 
taxa de corrupção na arena pública depende, em primeiro 
lugar, da taxa de corruptores privados, há motivo para du-
vidar de que a enorme balbúrdia em que se encontra a vida 
social e política do País, no momento, venha a resultar em 
ganhos civilizatórios universalmente aceitos.
SAnToS, Wanderley Guilherme dos. Corrupção pública depende de 
corruptor privado, 2 ago. 2013. Disponível em: ultimosegundo.ig.com.br/politica/2013-08-02/ wanderley-
guilherme-dos-santos-corrupcao-publica-depende-de-corruptor-
privado.html.> Acesso em: 11 fev. 2016.

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   346   347   348   349   350   351   352   353   ...   513




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal