Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


Consumo e degradação ambiental



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página274/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   270   271   272   273   274   275   276   277   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
Consumo e degradação ambiental
Em 1972, a Organização das Nações Uni-
das (ONU) reuniu líderes de diversos países na 
Conferência de Estocolmo, na Suécia, para 
discutir questões ambientais. De lá para cá, 
outras conferências internacionais do gênero 
já foram realizadas, como a Rio-92, realizada 
no Rio de Janeiro, em 1992, e a Conferência do 
Clima, em Paris, no ano de 2015.
Entre os inúmeros problemas ambientais 
discutidos nesses encontros, os principais 
são: o aquecimento global e o efeito estufa, 
os danos à camada de ozônio, que protege a 
Terra dos raios solares, a chuva áci-
da e a extinção de espécies animais 
e vegetais. Suas causas são o excesso 
de dióxido de carbono e outros gases 
lançados na atmosfera, a liberação 
de clorofluorcarbonos, os altos níveis 
de óxidos de nitrogênio e de dióxido 
de enxofre, desmatamentos, quei-
madas, entre outras.
A necessidade de conscientiza-
ção individual também tem se tor-
nado cada vez mais evidente nessa 
questão. Muitos especialistas argu-
mentam que se as pessoas tivessem 
hábitos responsáveis de consumo, 
as condições ambientais do planeta 
melhorariam significativamente.
Diversas campanhas de cons-
cientização têm sido lançadas por 
organizações não governamentais 
(ONGs), movimentos ambientalistas 
e governos. Uma delas é a que propõe às pes-
soas o consumo racional de sacolas descar-
táveis. A primeira capital a legislar sobre o 
tema foi Belo Horizonte, que proibiu a distri-
buição de sacolas plásticas em 2008. Desde 
então, a maioria das grandes cidades brasi-
leiras estabeleceu algum tipo de restrição a 
elas — que vão desde a substituição por sa-
colas biodegradáveis, produzidas a partir de 
etanol, até a cobrança de um valor adicional 
por sacola, para inibir o uso.
no Brasil, são consumidas anualmente 
entre 12 e 14 bilhões de sacolas descartáveis. 
No mundo inteiro, são necessários 120 milhões 
de barris de petróleo para produzir a exorbitan-
te quantidade de aproximadamente um trilhão 
de sacolas plásticas. Por sua matéria-prima, as 
sacolas liberam uma grande quantidade de gás 
carbônico na atmosfera quando incineradas; se 
descartadas, levam cerca de 400 anos para se 
decompor. Quando vão parar em mares e ocea-
nos, elas provocam a morte de muitos animais 
marinhos, que ingerem seus fragmentos.
Veja a seguir algumas sugestões de como 
diminuir o uso dessas sacolas no dia a dia.

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   270   271   272   273   274   275   276   277   ...   513




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal