Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


Mais um general no poder (1974-1979)



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página256/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   252   253   254   255   256   257   258   259   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
Mais um general no poder (1974-1979)
Nos primeiros meses de 1974, com o fim do mandato do presidente Mé-
dici, um Colégio Eleitoral, composto de membros do Congresso e das Assem-
bleias Legislativas estaduais, elegeu o general Ernesto Geisel presidente.
Quando Geisel assumiu a Presidência, em março de 1974, o milagre eco-
nômico começava a dar sinais de esgotamento. Uma das razões para isso foi 
a crise mundial do petróleo no mundo, que logo se fez sentir na economia 
brasileira. A dívida externa e a inflação aumentaram e os reflexos disso se-
riam fortemente sentidos na década seguinte.
7
Vista aérea das obras de 
construção da ponte Rio-Niterói, 
em 1971. Seu nome oficial – Ponte 
Presidente Costa e Silva – presta 
homenagem a um dos generais 
que presidiu o Brasil durante a 
ditadura civil-militar. Em 2012, 
um deputado federal do Rio de 
Janeiro apresentou um projeto de 
lei propondo mudar esse nome 
para ponte Herbert de Souza, em 
homenagem ao importante 
sociólogo defensor dos direitos 
humanos no Brasil.
Arq
u
iv
o
/A
g
ê
n
ci
a
E
s
ta
d
o
193
Da renúncia de Vargas às Diretas Já! 

CAPÍTULO 9
HMOV_v3_PNLD2018_178a203_U3_C9.indd 193
21/05/16 20:18


abertura “lenta, gradual e segura”
Ernesto Geisel era um representante de uma linha moderada das Forças 
Armadas e favorável a uma abertura política que culminaria na devolução 
do poder aos civis. Entretanto, os militares da “linha dura” detinham ainda 
grande influência no aparelho do Estado, pois eram eles que controlavam os 
principais órgãos de segurança. Na impossibilidade de confrontá-los, Geisel 
prometeu fazer uma abertura política “lenta, gradual e segura”.
Os militares da “linha dura”, por sua vez, continuavam agindo e desafia-
vam a política de abertura. Em outubro de 1975, o jornalista Vladimir Herzog 
foi assassinado sob tortura nas dependências do Segundo Exército, em São 
Paulo. Três meses depois, ocorreria a morte do metalúrgico Manuel Fiel Filho 
durante um interrogatório, na mesma instituição.
Em dezembro de 1977, Geisel conseguiu impedir que o general Sylvio Fro-
ta, militar da “linha dura”, lançasse sua candidatura à Presidência e indicou 
para sua sucessão o nome do general João Baptista Figueiredo, que foi eleito 
indiretamente em outubro de 1978.
Nos meses que antecederam a posse do novo presidente, marcada para 
março de 1979, o Congresso aprovou a revogação do AI-5, restabeleceu o 
direito de habeas corpus e suspendeu parcialmente a censura à imprensa
dando sinais de que as pressões populares em favor da abertura política 
estavam surtindo efeito.

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   252   253   254   255   256   257   258   259   ...   513




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal