Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


dilermano Mello do nascimento



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página254/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   250   251   252   253   254   255   256   257   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
dilermano Mello do nascimento (PB, 1920-RJ, 1964). 
Militar, ex-membro da Força Expedicionária Brasilei-
ra, lutou na Itália durante a Segunda Guerra. Preso 
no dia 12 de agosto de 1964, morreu três dias depois, 
durante interrogatórios.
Milton Soares de Castro (RS, 1940-MG, 1967). Meta-
lúrgico, membro do Movimento Nacionalista Revolu-
cionário (MNR), participou do primeiro movimento ar-
mado do país, organizado entre 1966 e 1967 na Serra do 
Caparaó, em Minas Gerais. Morreu sob tortura, depois 
de 28 dias preso. A versão oficial dizia que ele havia se 
suicidado. Foi enterrado como indigente. Somente em 
2002 a família soube onde seu corpo estava enterrado.
Stuart edgar Angel Jones (BA, 1945-RJ, 1971). Es-
tudante de economia, era membro do grupo guerri-
lheiro MR-8. Filho da estilista de alta-costura 
zuzu 
angel
, morreu torturado na base da Aeronáutica do 
aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. O caso teve 
grande repercussão internacional. Seu corpo nunca 
foi encontrado.
Maria Lucia Petit da Silva (SP, 1950-PA, 1972). Pro-
fessora primária, integrante do PCdoB, militava na 
guerrilha do Araguaia quando foi morta. Em 1991, seu 
corpo foi encontrado em um cemitério em Xambioá, 
no Tocantins. Estava envolto em um paraquedas. Sua 
identificação aconteceu apenas em 1996.
esmeraldina Carvalho Cunha (BA, 1922-BA, 1972). 
Sua filha caçula, Nilda Carvalho Cunha, morreu aos 17 anos, 
após ter sido torturada pelos órgãos da ditadura, em 
1971. Inconformada, Esmeraldina alardeava pelas ruas 
de Salvador que os militares haviam matado sua filha. 
Ela passou a receber ameaças até ser encontrada morta 
em casa. Os assassinos dependuraram o corpo de Esme-
raldina para simular um enforcamento.
Texto elaborado com base em: Comissão Especial Sobre Mortos e 
Desaparecidos Políticos. Direito à memória e à verdade. Brasília: 
Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2007. Disponível em: 
. Acesso em: 23 mar. 2013.
Integrantes da Comissão Nacional da Verdade reúnem-se em fevereiro de 2013 para prestar homenagem 
ao deputado Rubens Paiva (1929-1971), torturado e morto pela ditadura civil-militar.
J
o

C
ruz
/A
Br
/R
a
d
iob

s

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   250   251   252   253   254   255   256   257   ...   513




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal