Hpp historia V3 pnld2018 Capa al pr indd


Governo provisório (1930-1934)



Baixar 43.85 Mb.
Pdf preview
Página154/513
Encontro04.08.2022
Tamanho43.85 Mb.
#24483
1   ...   150   151   152   153   154   155   156   157   ...   513
HisTPassadoPresente 3 MP 0027P18043 PNLD2018
Governo provisório (1930-1934)
Ao assumir a chefia do governo provisório em 1930, apoiado pelos mili-
tares, Getúlio Vargas aboliu a Constituição de 1891, dissolveu o Congresso 
Nacional, as Assembleias Legislativas estaduais e as Câmaras municipais e 
instituiu um regime de emergência.
Com exceção do governador Olegário Maciel, de Minas Gerais, todos os 
demais (na época, chamados de
 presidentes de estado) foram substituídos 
por interventores, pessoas da confiança do presidente, escolhidos por ele 
entre os egressos do movimento tenentista.
Em São Paulo, a nomeação do tenentista per-
nambucano João Alberto Lins de Barros para in-
terventor provocou descontentamento entre as 
elites, que passaram a exigir um interventor civil 
e paulista. Os desdobramentos do descontenta-
mento da população em relação a Vargas levaram 
à deflagração da
 Revolução Constitucionalista
em julho de 1932
.
Devido à debilidade de suas convicções ideoló-
gicas, o tenentismo perdeu muito de sua influência 
junto ao governo Vargas. Vários de seus represen-
tantes voltaram para os quartéis, outros se alia-
ram ao comunismo ou a grupos simpatizantes do 
fascismo. Os que continuaram no governo per-
maneceram subordinados ao presidente.
ajuda aos cafeicultores
O café ainda era o principal produto de exportação do Brasil. Para apoiar 
os cafeicultores e recuperar os preços internacionais do produto – estável 
desde 1929 – por meio da redução da oferta, o governo passou a comprar o 
excedente produzido e a queimá-lo. Entre 1931 e 1944, quando essa política 
chegou ao fim, foram destruídos 78,2 milhões de sacas de café, o equivalente 
a três anos de consumo mundial.
1
A Revolução Constitucionalista 
de 1932 foi o movimento ocorrido 
no estado de São Paulo que 
defendia o fim do governo 
provisório de Getúlio Vargas e a 
convocação de uma Assembleia 
Nacional Constituinte. Na foto, de 
1932, soldados e enfermeiras 
hasteiam a bandeira do estado de 
São Paulo. 
Queima de café em Santos (SP), 
patrocinada pelo governo 
Vargas, no início da década de 
1930. Devido ao excesso de 
produção interna e visando 
recuperar o apoio dos 
cafeicultores, o governo optou 
por eliminar parte da safra.
Arq
u
iv
o
/A
g
ê
n
ci
a
E
s
ta
d
o
R
ep
rod
u
ç
ã
o
/A
rq
u
iv
o
d
a
e
d
it
o
ra
Professor(a), veja no 
Procedimento Pedagógico deste 
capítulo uma sugestão de 
introdução ao tema “governo 
Vargas” a partir de uma atividade 
que considere o conhecimento 
prévio dos alunos e desenvolva
uma discussão sobre propaganda 
governamental, que também se 
aproxima de questões do eixo 

Baixar 43.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   150   151   152   153   154   155   156   157   ...   513




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal