Histórico e contextualização do Programa


Indicadores de solidariedade e nucleação



Baixar 334.08 Kb.
Página23/50
Encontro17.03.2020
Tamanho334.08 Kb.
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   50

Indicadores de solidariedade e nucleação

Quanto à solidariedade e nucleação, destacamos a atuação do Programa em projetos voltados para cooperação com programas situados nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. Com a região Norte, o Programa encerrou, em 2013, um PROCAD com a Universidade Federal do Pará. Em 2015, os PROCAD’s nas regiões Nordeste e Centro-Oeste estavam em vigência (2012 a 2015). O primeiro, com a Universidade Federal da Bahia, UFBA/UFRGS: “Transformações Globais e Cidades: Direitos, redes de cuidados, patrimônio, memória e diversidade cultural”. O Projeto estrutura-se em torno de três eixos temáticos: Corpo, Saúde e Religião; Cidade e Direitos Humanos e Memória, Patrimônio e Estilos de Vida. Seus objetivos se definem pela busca de aperfeiçoamento de recursos humanos e o incremento da relação de pesquisa entre os dois programas. As metas gerais são a promoção de intercâmbios de professores e alunos; a realização de seminários de pesquisa e de cursos referentes a temas que se mostrem relevantes para a realização de pesquisa; publicações, envolvendo alunos de pós-graduação, pós-doutores e docentes, de ambos os programas. Foram realizadas, no âmbito do Projeto, missões de trabalho de professores da UFRGS na UFBA e vice-versa e missões de estudo de alunos de doutorado e mestrado da UFBA na UFRGS. Foram elaboradas quatro coletâneas de textos que reúnem os principais resultados alcançados até o momento em cada um dos eixos de pesquisas, definidos no Projeto. As coletâneas estão no prelo, com previsão de lançamento em 2016.


O segundo PROCAD inclui a Universidade Federal de Goiás, a Universidade Federal de Santa Catarina e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e intitula-se “Antropologia, Cidadania e Diferença”. O objetivo do projeto é fortalecer a interação científico-acadêmica entre as instituições participantes, de modo a contribuir para a proliferação de experiências de cooperação em pesquisa; capacitação de recursos humanos; expansão e oxigenação das linhas de pesquisa; utilização compartilhada da infraestrutura das diversas instituições; o intercâmbio entre grupos de pesquisa, envolvendo docentes e discentes dos Programas de Pós-Graduação. As atividades do projeto se estruturam a partir de diversas estratégias, como: intercâmbios docentes para missões de ensino e pesquisa, participação em seminários e eventos, articulação de redes temáticas de pesquisas, intercâmbios discentes e realização de pós-doutorados. Já foram realizados, no âmbito do Projeto, no campus da UFG, o seminário “Antropologia, ética e cidadania”, o curso de extensão “Antropologia da Religião” e o colóquio “Antropologia da Performance”. Na UFSC aconteceu o seminário “Universidade e Educação Superior Indígena”. Em 2015, foi realizado um importante evento, que reuniu os pesquisadores das três universidades participantes em torno do eixo da antropologia visual, intitulado: "Deixar-se afetar pelas interfaces da antropologia urbana e da antropologia visual”, ocorrido em maio de 2015. Todos estes eventos contaram com a presença de docentes e estudantes das três universidades.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   50


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal