Historia pdf


Capítulo 8 – O desenvolvimento da Bahia; Capítulo 9



Baixar 1.68 Mb.
Pdf preview
Página53/222
Encontro14.07.2022
Tamanho1.68 Mb.
#24262
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   222
pnld 2010 historia
Capítulo 8 O desenvolvimento da BahiaCapítulo 9 – A Bahia e o domínio português; Capí-
tulo 10 – As transformações políticas na Bahia; Capítulo 11 – A ocupação do sertão baiano; 
Capítulo 12 – Economia e cultura baiana; Capítulo 13 – Século XX: tempo de mudanças.


Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
86
O Livro
Trata-se de um livro didático regional, para o 
4º ano do ensino fundamental, destinado a alunos 
do estado de São Paulo, que tem como recorte 
temático as transformações do modo de vida 
paulista, particularmente do modo de vida rural, 
com a expansão da cafeicultura e o processo de 
industrialização do estado. Os assuntos são orga-
nizados em ordem cronológica.
A justificativa para o ensino de história local/
regional para a formação das crianças e dos 
adolescentes está baseada no fato de que esses 
necessitam construir uma identidade pessoal e 
coletiva, através da noção de pertencimento a uma 
comunidade, com uma história comum e que se 
configure como uma base para que os problemas 
do dia a dia sejam compreendidos.
Propõe-se um ensino de História, abordando 
as transformações econômicas e os confrontos 
entre grupos e classes. A concepção teórico-
metodológica preponderante é a história socioe-
conômica, com valorização também para aspectos 
ESTADO DE SÃO
PAULO: HISTÓRIA – 
EDIÇÃO RENOVADA
16222L1722
Autoria:
Silvia Szterling
Editora:
FTD


87
Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
do cotidiano. Os conceitos de tempo, história, sujeito histórico e fonte recebem especial 
tratamento. Enfatiza-se que esses conceitos não são apenas explicados para os alunos, mas 
são colocados como base nas atividades propostas.
Há destaque para a produção historiográfica recente. Há preocupação em relacionar a expe-
riência regional com os processos históricos para além das fronteiras regionais. Pontualmente, 
faz-se necessário destacar também, devido à importância que tal procedimento metodológico 
assume na obra, a orientação para desconstruir a ideia de História como “verdade absoluta” e 
a comparação entre diferentes versões a respeito de um mesmo fato. Sobressai o uso de vo-
cabulário específico da área, com ênfase nos conceitos de tempo histórico e fonte histórica.
Não se apresenta uma discussão específica a respeito da proposta pedagógica que
embasa a obra. No entanto, é possível entender perfeitamente o que se espera de alunos 
e professores nas orientações metodológicas elaboradas para as unidades: orientação para 
o trabalho com pesquisas, com documentos escritos, com documentos iconográficos, com 
mapas, com a linha do tempo e com visitas. Evidencia-se a importância de levar o aluno à 
investigação como pressuposto básico para a construção do conhecimento histórico.
O trabalho com as fontes históricas merece destaque em toda a obra, apresentando-se 
diversas fontes históricas: cartas, fotografias, anúncios de jornal, histórias em quadrinhos, 
pinturas, mapas, plantas e publicidade. Ressalta-se, positivamente, a abordagem ao conceito 
de espaço, integrando as áreas de História e Geografia, com ampla utilização de recursos 
cartográficos. O professor é orientado para que utilize recursos metodológicos, no sentido de 
favorecer esse processo de aprendizagem.
Percebe-se o cuidado em propor textos e atividades que propiciem o conhecimento e a pro-
blematização das experiências dos homens no tempo, em sociedade. Há orientações pontuais 
também para o professor desenvolver atividades, visando a ações sobre a cidadania.
No Manual do Professor, encontram-se indicações sobre leituras complementares, filmes 
e visitas, mas não se apresenta ao professor nenhuma discussão específica sobre avaliação. 
Trata-se de um material sucinto, mas que apresenta todas as informações necessárias para 
que o professor utilize muito bem o livro do aluno e explore a potencialidade no mesmo.
Nesse Manual, o docente encontrará textos complementares para ajudá-lo na compreensão 
de temas, como o movimento negro no estado de São Paulo, assim como dados biográficos 
dos(as) principais autores(as), a partir dos quais várias discussões são propostas no Livro e 
também vários documentos/ textos são utilizados.
A obra apresenta algumas limitações quanto à legibilidade, como o tamanho das letras, 
que são pequenas, e o espaçamento simples entre as linhas no Manual do Professor, aspec-
tos que comprometem a localização das informações. Há também dificuldade de leitura de 


Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
88
algumas imagens e das letras em itálico, para destacar os documentos complementares das 
propostas das atividades.
Apresenta imagens sem data de produção. Não há uma seção específica para indicação 
de leituras complementares. Essas, quando feitas, estão no corpo do texto do Manual do Pro-
fessor. Não há glossário na obra, já que propõe ao aluno que use o dicionário quando precisar. 
O livro do aluno apresenta um bom projeto gráfico-editoral, e as lacunas identificadas não 
chegam a comprometer a estrutura da obra.

Baixar 1.68 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   222




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal