Historia pdf


: O Rio de Janeiro na era Vargas; Capítulo 14



Baixar 1.68 Mb.
Pdf preview
Página26/222
Encontro14.07.2022
Tamanho1.68 Mb.
#24262
1   ...   22   23   24   25   26   27   28   29   ...   222
pnld 2010 historia
13: O Rio de Janeiro na era VargasCapítulo 14: O Rio de Janeiro nos “anos dourados”: a 
era JK; Capítulo 15: Rio de Janeiro a partir dos anos 1960; Capítulo 16: O Rio de Janeiro, 
ontem e hoje.


37
Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
O Livro
O livro didático regional destina-se ao estudo 
da história do Maranhão, para o 4º ou 5º ano do 
ensino fundamental. O fio condutor da narrativa é 
a história política e econômica em uma abordagem 
linear, intercalada com algumas conexões entre 
diferentes temporalidades e com questões sociais 
e culturais.
Segundo a proposta apresentada, não admite 
que o presente seja explicado apenas pelo passado 
e destaca a importância das atitudes e decisões na 
construção da sociedade em que se vive.
Propõe a concepção de conhecimento histó-
rico como um importante instrumento de análise 
do mundo contemporâneo, que tem como objeto as 
sociedades do passado e do presente. Os conteúdos 
relativos à História do Brasil fundamentam-se em 
produção historiográfica recente, mas os referentes 
à História do Maranhão desconsideram grande parte 
das pesquisas realizadas nos últimos tempos. 
O conhecimento histórico sobre o Maranhão 
apresenta lacunas, especialmente a respeito do 
HISTÓRIA
DO MARANHÃO
16299L1722
Autoria:
Francisco Coelho Sampaio
Editora:
Scipione


Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
38
Império e da República. Essa fragilidade se expressa em equívocos cometidos e nas indi-
cações bibliográficas sugeridas, nas Orientações para explorar os conteúdos e as atividades 
do livro, que versam muito mais sobre História geral do Brasil ou de outras regiões do que 
sobre o Maranhão.
proposta pedagógica visa à possibilidade de a criança reconhecer a sociedade em que 
vive. Nesse aspecto, houve o cuidado em incluir, nas atividades, solicitações para que o educando 
observe e trabalhe com vários aspectos de sua realidade. Como atividades, sugere a realização de 
entrevistas e pesquisa. Em geral, as atividades apresentadas demandam ações e reflexões que 
possibilitam o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias para o processo de 
aprendizagem de um estudante do 4º ou 5º ano do ensino fundamental, tais como: compreensão, 
memorização, classificação, argumentação, síntese e formulação de hipóteses.
Os recursos visuais são variados: mapas, quadros, reproduções de fotografias, de pinturas 
e de recortes de jornais, e alguns desenhos feitos especificamente para a obra. Não apresenta 
uma maior fundamentação dos conceitos empregados, porém, os textos complementares 
identificam fontes, explicitando-as, e discutem conceitos da área de História, tais como: formas 
de governo, escravidão, missões religiosas, bandeiras, economia e trabalho.
Preceitos éticos importantes para a formação de valores necessários ao convívio social e 
ao exercício da cidadania são abordados em diversos momentos, mas não perpassam toda a 
obra. Os que recebem mais atenção são os que tratam do respeito às diversidades e diferenças, 
aos direitos humanos e da luta pela conquista de direitos e de melhores condições de vida.
Além das questões relativas às mulheres e aos descendentes dos povos indígenas e dos 
africanos trazidos para a América portuguesa, há menção à situação de crianças desses dois 
últimos grupos, que tratam, respectivamente, do trabalho de meninos e meninas escravizados 
e das vivências de índios nas missões jesuíticas dos tempos coloniais. As imagens refletem a 
diversidade étnica e estão, bem como os textos, isentos de preconceitos relativos às questões 
religiosas, de gênero, de regionalismos e das desigualdades socioeconômicas. 
O Manual do Professor, aqui denominado Assessoria Pedagógica, tem organização cui-
dadosa, tornando-se de fácil manuseio. Apresenta com clareza os conteúdos, as estratégias 
pedagógicas e as atividades desenvolvidas no livro do aluno. Porém, não detalha suficiente-
mente os pressupostos teórico-metodológicos da obra, pois cita documentos oficiais, mas 
não os relaciona com a proposta executada.
Explica os recursos didáticos que podem ser utilizados para trabalhar o conteúdo e desen-
volver as atividades. Sugere formas de avaliação e leituras em livros ou em sites da Internet. 
Traz as atividades respondidas e breves orientações para o professor em pequenas letras 
azuis, na parte igual ao do aluno.


39
Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
O livro contém muitas e variadas ilustrações. Porém, umas reproduzem figuras muito pe-
quenas, prejudicando a visibilidade. Assim, o projeto gráfico deixa a desejar quanto à forma 
de organização. Apresenta poucos mapas e não conta com o mapa da região Nordeste com 
o estado do Maranhão nele destacado. Há erros gramaticais.
Apresenta unidade visual. Os tipos e tamanhos das letras, o espaçamento entre linhas e a 
disposição dos textos nas páginas asseguram a legibilidade da obra. As unidades são abertas 
por uma página de cor laranja com uma borda lateral composta com imagens alusivas ao 
Maranhão, um pequeno texto com imagens e questionamentos que anunciam os conteúdos 
que serão trabalhados. Também de cor laranja, com mudanças de tonalidade, são as páginas 
da apresentação e do sumário, com a referida borda de imagens. Essa concepção estética 
reproduz-se nas páginas do glossário e das sugestões de leituras para os alunos.

Baixar 1.68 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   22   23   24   25   26   27   28   29   ...   222




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal