Historia pdf


Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010 O Livro



Baixar 1.68 Mb.
Pdf preview
Página167/222
Encontro14.07.2022
Tamanho1.68 Mb.
#24262
1   ...   163   164   165   166   167   168   169   170   ...   222
pnld 2010 historia
271
Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
O Livro
O livro didático regional, para o 4º ano do en-
sino fundamental, apresenta os conteúdos sobre 
a história do estado da Bahia. Privilegiam-se 
questionamentos aos temas tratados que estão 
presentes em todas as partes do livro, e as suges-
tões para elaboração de relações, pelo aluno, entre 
elementos do seu cotidiano, ou próximos a ele, e 
os contextos históricos estudados.
abordagem histórica é influenciada pelas 
Ciências Humanas na busca da interdisciplinari-
dade, tendências atuais no ensino. Os conteúdos 
de história da Bahia incorporam pesquisas desen-
volvidas recentemente, sobretudo, nas áreas de 
escravidão e luta pela liberdade.
O texto procura estabelecer relações entre 
as dimensões locais/ regionais e nacionais (e até 
mundiais, em certos casos) dos fenômenos histó-
ricos abordados. Faz correlações entre os grandes 
fenômenos sociais econômicos e políticos e suas 
manifestações locais, sem transformar necessaria-
mente o local como mero reflexo do global.
HISTÓRIA NAS
TRILHAS DA BAHIA
16278L1722
Autoria:
Bianca Amaral
Editora:
FTD


Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
272
É precisamente nas estratégias pedagógicas, sobretudo nas atividades propostas a partir 
de questões, que o livro traz elementos que propiciam a elaboração dos conceitos básicos 
propostos: tempo (História), relações sociais (Sociologia), política (Ciências Políticas), espaço 
(Geografia), cultura (Antropologia) e trabalho.
Um dos pontos fortes da obra é a variedade das imagens e as múltiplas funções que elas cum-
prem. Aparecem, ora como ilustração, ora como suporte de informações complementares, ora 
como documento a ser investigado e analisado. As legendas são bem construídas, revelando-se 
um instrumento valioso de aprofundamento ou ilustração de aspectos do texto escrito. A busca 
do uso de diferentes gêneros textuais também é estratégia corrente na obra. A identificação 
de falares populares, o uso de poesia, música, trechos de obras literárias, artigos jornalísticos, 
indicam o esforço de articular linguagens diversas ao processo de ensino-aprendizagem.
Apresenta uma postura bastante engajada no sentido da difusão de valores de justiça social, 
visando à formação para a cidadania, tendo seu alicerce teórico no conceito de trabalho. A 
imagem da mulher aparece com grande visibilidade. Texto e imagens frequentemente trazem 
figuras femininas como personagens importantes. O livro dá especial atenção aos negros e 
indígenas, tratados como figuras centrais em vários capítulos.
Impõe-se o registro de lacunas pontuais identificadas na obra, tais como: a ocorrência de 
algumas formas, embora sutis e não discriminatórias, de estereótipos regionais, no caso, acerca 
do “baiano”; o uso de conceitos, como o de pacto colonial, coronelismo e oligarquias, que me-
receriam cuidados maiores; e a explicação equivocada para a expressão “Velho Continente”.
Destacam-se as sugestões de atividades envolvendo as imagens do livro do aluno que 
são reproduzidas no Manual do Professor em escala reduzida e apresenta um roteiro de 
atividades, geralmente questões que auxiliam a leitura e interpretação da iconografia como 
fonte histórica. Há sugestões de atividades com documentos e atividades com a Internet,
bem como sugestões bibliográficas, permitindo ao professor utilizar um repertório variado de 
abordagens na prática do ensino da disciplina.
Embora não apresente uma discussão específica sobre os processos de aprendizagem e 
produção de conhecimento histórico, traz contribuições úteis sobre a problemática do ensino 
de história regional/ local. A mais significativa delas é a reflexão sobre a origem e sobrevivência 
da visão conservadora no ensino do local e do regional. Algumas insuficiências na definição 
conceitual, no entanto, são compensadas por uma ampla reflexão crítica sobre problemas que 
afetam as abordagens do regional.
A apresentação visual está adequada ao público leitor, revelando um texto confortável de 
se ler. Há uma estrutura gráfica bem concebida, que não torna a leitura cansativa. Há uma 
articulação eficaz entre o texto principal e os complementares, de forma que não há prejuízos 


273
Guia de Livros Didáticos – PNLD 2010
para a leitura do capítulo. Há pequenos ícones com imagens de crianças fazendo questiona-
mentos, que colaboram para a dinâmica da leitura do texto.
Encontram-se indicações de leituras em todos os capítulos do livro do aluno. Há uma lacuna 
no sumário: não estão indicadas as páginas iniciais das unidades nem dos capítulos. O sumário 
indica apenas as páginas das seções internas dos capítulos a partir do “roteiro de atividades”, que 
não é a primeira parte de cada capítulo. O glossário não contém erros, mas é muito pequeno.

Baixar 1.68 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   163   164   165   166   167   168   169   170   ...   222




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal