Hist ria e Geografia 1 pmd



Baixar 8.48 Kb.
Pdf preview
Página8/56
Encontro07.01.2021
Tamanho8.48 Kb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   56

participação social.
A proposta do ENCCEJA para certificação
do Ensino Médio assume parte desse
papel institucional, procurando, por meio
de uma prova escrita, aferir, em condições
observáveis e com exigências definidas,
as competências previstas para a
educação básica.
O foco do ENCCEJA é a situação-
problema para cuja resolução o
participante deve mobilizar saberes
cognitivos e conceituais (competências).
A aprendizagem é destacada como
referência à autonomia intelectual do
sujeito ao final da educação básica,
mediada pelos princípios da cidadania e
do trabalho, na atualidade. As
competências para a participação social
incluem a criatividade, a capacidade de
solucionar problemas, o senso crítico, a
informação, ou seja, o aprender a
conhecer, a fazer, a conviver e a ser.
A Matriz de Competências indicada para
a avaliação do ENCCEJA/EM é um
produto de discussão coletiva de
inúmeros profissionais da educação,
buscando contemplar os princípios
legais que regem a educação básica
(Brasil,1999a; Brasil,1996; CNE, 1998;
CNE, 2000).
O ENCCEJA/EM está estruturado com
base em Matrizes de referência que
consideram a associação de cinco
competências do sujeito com nove
competências previstas na Base
Nacional Comum para as áreas de
conhecimento (Linguagens, Códigos e
suas Tecnologias; Ciências Humanas e
suas Tecnologias; Ciências da Natureza
e Matemática e suas Tecnologias), cujos
HistÛria e Geografia 9-38.pmd
11/7/2003, 09:14
21


22
Livro do Professor
cruzamentos definem as habilidades a
serem avaliadas. As competências
cognitivas básicas a serem avaliadas
são: o domínio das linguagens, a
compreensão dos fenômenos, a seleção
e organização de fatos, dados e
conceitos para resolver problemas, a
argumentação e a proposição.
Essas competências cognitivas são
articuladas com os conhecimentos e
competências sociais construídos e
requeridos nas diferentes áreas, tendo
por referência os sujeitos/interlocutores
da aprendizagem que se apropriam dos
conhecimentos e os transpõem para a
vida pessoal e social. No elenco das
habilidades de cada área, estão
valorizadas as experiências extra-
escolares e os vínculos entre a educação,
o mundo do trabalho e outras práticas
sociais, de tal maneira que o exame,
estruturado a partir das matrizes, não
perca de vista a pluralidade de realidades
brasileiras e não deixe de considerar a
diversidade de experiências dos jovens e
adultos que a ele se submetem.
B
IBLIOGRAFIA
BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil:
promulgada em 5 de outubro de 1988: atualizada até a Emenda Constitucional nº 20,
de 15/12/1988. 21. ed. São Paulo: Saraiva, 1999a.
______. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases
da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. . . . . Poder
Executivo, Brasília, DF, v. 134, n. 248, p. 27.833-27.841, 23 dez. 1996. Seção 1. Lei
Darcy Ribeiro.
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   56


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal