Hist ria e Geografia 1 pmd


Partindo dessas reflexões, chegamos ao



Baixar 8.48 Kb.
Pdf preview
Página56/56
Encontro07.01.2021
Tamanho8.48 Kb.
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   56

Partindo dessas reflexões, chegamos ao
relógio, instrumento mecânico que
representa, por excelência, a difusão de
uma forma de perceber o tempo como
mercadoria, típica da sociedade
capitalista, urbana e industrial que surge
a partir da Revolução Industrial. Mais
que simples busca de exatidão, a
marcação do tempo pelo relógio, da
forma como passa a ser utilizada no
capitalismo revela novos interesses em
jogo na sociedade. É importante frisar
que o relógio não surge com o
capitalismo, mas é ele que difunde um
uso social aplicado ao controle do tempo
como mercadoria.
Do tempo curto dos segundos, minutos,
horas que preenchem um dia, chegamos
ao tempo longo dos calendários. Além
dos conhecimentos pressupostos para
HistÛria e Geografia 72-149.pmd
11/7/2003, 09:16
148


149
elaboração dos calendários, buscamos
discutir os vínculos de sua organização
com formas de poder, particularmente
as religiões, que buscam o controle da
vida social.
Na seqüência, apresentamos como os
historiadores entendem, dividem e
localizam os tempos históricos. Neste
caso, o exercício com as linhas de
tempo é fundamental. Para isso,
sugerimos comparações entre a
organização da linha do tempo histórico
proposta pelos índios Terena e a linha
histórica tradicional do Brasil. Da
mesma maneira, visando a questionar os
critérios de periodização, propomos a
leitura e discussão sobre a Pré- História
brasileira, usando como referência a
proposta dos arqueólogos do Museu de
Arqueologia da USP – Universidade de
São Paulo.
Para discutir e compreender o debate
sobre as diferentes durações do tempo,
os ritmos e níveis de duração dos
acontecimentos, seria interessante,
depois da leitura, realizar algum
exercício prático. Para esse exercício, o
professor pode tomar como referências
um episódio da história local ou um
acontecimento comum da história de
vida dos alunos. Localizado o
acontecimento no tempo e no espaço,
propomos realizar procedimentos de
contextualização, localizando as
diferentes dimensões em que o fato se
insere, estabelecendo as diversas
durações dos acontecimentos a ele
relacionados.
Finalizamos discutindo melhor a noção
de espaço e suas diferentes formas de
percepção: corporal, geográfica, político-
administrativa, econômica, cultural.
Abordamos também o assunto dos fusos
horários em exemplos cotidianos,
estimulando a leitura de mapas.
Para conclusão, optamos pelo retorno à
reflexão sobre a perda da dimensão do
tempo e do espaço no processo de
mudanças aceleradas do mundo de hoje.
Talvez este tenha sido nosso propósito
básico, a reflexão. Esperamos que o
capítulo contribua para que esta reflexão
seja coletiva, estimulando a participação
dos alunos nas discussões a partir da
análise de suas próprias vivências, de
suas preocupações e suas histórias de
vida. Acreditamos que o diálogo aberto,
em sala de aula, pode facilitar para o
aluno a construção de uma melhor
percepção de si mesmo, nos espaços e
tempos históricos e sociais.
V. Orientação para o trabalho do professor
HistÛria e Geografia 72-149.pmd
11/7/2003, 09:16
149

Document Outline

  • historia_geografia_completo A.pdf
    • Página 1


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   56


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal