Hfd revista, V. 5, n. 10, p. 73-90, ago/dez 2016 Uma análise crítica das condições de trabalho



Baixar 252.45 Kb.
Pdf preview
Página14/14
Encontro13.07.2022
Tamanho252.45 Kb.
#24247
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14
8832-Texto do artigo-28251-1-10-20161201
Referências
BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVII. 
São Paulo: Martins Fontes, 1996.
BORIELLO, Silvia. Quarta Revolução Industrial na Confecção. Costura perfeita. São 
Paulo, nº 92, bim. 2016.
BURNS, Leslie D.; BRYANT, Nancy O. The business of fashion: designing, manufactu-
ring, and marketing . 3rd. ed. New York: Fairchild Publications, 2007. 
DUL, Jan; WEERDMEESTER, Bernard. Ergonomia prática. 2. ed. São Paulo: E. Blucher, 
2004. 
ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boi-
tempo, 2008.
FORTY, Adrian. Objetos de desejo: design e sociedade desde 1750. São Paulo: Cosac 
Naify, 2007.
GUÉRIN, F. et al. Compreender o trabalho para transformá-lo: a prática da ergonomia. 
São Paulo: E. Blucher, 2001.
GRANDJEAN, Etienne. Manual de ergonomia: adaptando o trabalho ao homem. Porto 
Alegre: Artes Médicas, 1998.
HENDERSON, William O. A revolução industrial 1780-1914. Lisboa: Verbo, 1969.
HESSEN, Robert. Os efeitos da revolução industrial nas mulheres e crianças. Portal 
libertarianismo, 2015. Disponível em:


Tatiana Castro Longhi
Flávio Anthero Nunes Vianna dos Santos
Uma análise crítica das condições de trabalho na indústria têxtil desde 
a industrialização do setor até os dias atuais
90
HFD Revista, v.5, n.10, p.73-90, ago/dez 2016
tigos/os-efeitos-da-revolucao-industrial-nas-mulheres-e-criancas/> Acesso em: 20 
jul. 2016.
HISTORY.COM STAFF. Triangle Shirtwaist Factory Fire. 2009. Disponível em: www.history.com/topics/triangle-shirtwaist-fire> Acesso em: 07 ago. 2016.
HOBSBAWM, Eric J. Da Revolução Industrial inglesa ao imperialismo. 5ª Ed., Rio de 
Janeiro: Forense Universitária, 2009.
HUMAN RIGHTS WATCH. Global Profits, and Peril, from Child Labor. Nova York, 2016. 
Disponível em: < https://www.hrw.org/news/2016/06/06/global-profits-and-peril-
child-labor> Acesso em: 16 ago. 2016.
HUNTER, Isabel. Crammed into squalid factories to produce clothes for the West on 
just 20p a day, the children forced to work in horrific unregulated workshops of Ban-
gladesh. 2015. Disponível em: Crammed-squalid-factories-produce-clothes-West-just-20p-day-children-forced
-work-horrific-unregulated-workshops-Bangladesh.html> Acesso em: 07 ago. 2016.
IIDA, Itiro. Ergonomia: projeto e produção. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: E. Blucher, 
2005.
KUNZ, Grace I; GARNER, Myrna B. Going global: the textiles and apparel industry. 
New York: Fairchild Publications, 2010.
PEZZOLO, Dinah B. Tecidos: história, tramas, tipos e usos. São Paulo: Editora Senac 
São Paulo, 2007.
SHENG LU. World Textile Industry Labor Cost Comparison. FASH455 Global Apparel & 
Textile Trade and Sourcing, 2015. Disponível em: com/2015/01/25/2014-world-textile-industry-labor-cost-comparison/> Acesso em: 
08 ago. 2016.
SOUZA-LOBO, Elisabeth. A classe operária tem dois sexos: trabalho, dominação e re-
sistência. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura: Brasiliense, 1991.

Baixar 252.45 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal