Guia do aluno



Baixar 1.23 Mb.
Pdf preview
Página107/165
Encontro30.06.2021
Tamanho1.23 Mb.
1   ...   103   104   105   106   107   108   109   110   ...   165
 
Material
•  Texto de Apoio: “Humanização da Atenção à Saúde no âmbito do SUS”;
•  Papel kraft, revistas, tesoura, cola, pincel atômico, fita crepe.
Desenvolvimento
•  Participe da Atividade proposta pelo Docente;
•  Faça a leitura individual do texto de Apoio: “Humanização da Atenção à Saúde o âmbito do SUS”;
•  Participe da discussão, junto com a turma;
•  Confeccione cartazes informativos sobre Humanização em Saúde para os Usuários da sua Unida-
de Básica de Saúde;
•  Participe da sistematização da Atividade.
5º DIA
TEXTO DE APOIO
HUMANIZAÇÃO DA ATENÇÃO À SAÚDE NO ÂMBITO
DO SUS
..............................................................
Uma prerrogativa atual do Sistema Único de Saúde (SUS) é a humanização da atenção à saúde. Com 
isso, os ideais para os padrões de atendimento ao usuário e para o ambiente em que ele é recebido 
e em que atuam os profissionais da saúde tendem a passar de estritamente técnicos para técnicos 
e humanizados.
O Ministério da Saúde (MS) criou, no anos 2000, o Programa Nacional de Humanização da Assistên-
cia Hospitalar (PNHAH), constituído posteriormente, em 2003, a Política Nacional de Humanização 
(PHN). Esta política, destinada aos usuários e trabalhadores do SUS, traz as orientações básicas e os 
parâmetros adequados à humanização da assistência nas unidades de saúde, voltando sua atenção 
para a pessoa humana. Seu objetivo é a melhoria do contrato entre trabalhadores da saúde e usu-
ários, trabalhadores entre si e entre a unidade e saúde e a comunidade, buscando a transformação  


97
Qualificação Profissional: Agente Comunitário de Saúde -  Unidade 1: O Agente Comunitário de Saúde e o SU
S
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
dos modelos tradicionais de gestão e atenção em saúde.
A humanização vista como política pública que transversaliza as diferentes ações e instâncias gesto-
res do Sistema Único de Saúde (SUS), implica em: traduzir os princípios do SUS em modos de operar 
dos diferentes equipamentos e sujeitos da rede de saúde; construir trocas solidárias e comprometi-
das com a dupla tarefa de produção de saúde e produção de sujeitos; contagiar, por atitudes e ações 
humanizadoras a rede do SUS, incluindo todos os envolvidos nos Sistema (Trabalhadores e usuários).
Assim, a humanização no SUS busca:
•  A valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuá-
rios, trabalhadores e gestores;
•  A co-responsabilidade na produção de saúde e de sujeitos;
•  Estabelecimento de vínculos solidários e de participação coletiva no processo de gestão;
•  Mapeamento e interação com as demandas sociais, coletivas e subjetivas de saúde;
•  Defesa de um SUS que reconhece a diversidade do povo brasileiro e a todos oferece a 
mesma atenção à saúde, sem distinção de idade, raça, origem, gênero e orientação sexual;
•  Foco nas  necessidades dos cidadãos, na produção de saúde e no próprio processo de 
trabalho em saúde;
•  Compromisso com a qualificação da ambiência, melhorando as condições de trabalho e 
de atendimento.
A operacionalização desta Humanização dos SUS acontece por meio do regaste dos princípios que 
norteiem as ações de saúde no SUS; da construção de diferentes espaços de encontro entre sujeitos 
(Grupo de Trabalho em Humanização; Rodas; Colegiados de Gestão, etc); da construção e a troca de 
saberes; do trabalho em rede com equipes multiprofissionais e atuação transdisciplinar;  do pacto  
entre os diferentes níveis de gestão dos SUS (federal, estadual e municipal), entre as diferentes ins-
tâncias de efetivação das políticas públicas de saúde (instâncias da gestão e da atenção) e da cons-
trução de redes solidárias e interativas, participativas e protagonistas do sistema.
A humanização dos serviços de atenção à saúde é de extrema importância, especialmente por se 
tratar do atendimento a pessoas que se encontram em situações de fragilidade, dependências, dor e 
sofrimento. Além disso, o trabalhador da saúde precisa de condições adequadas para desempenhar 
plenamente suas funções.
Dentre os fatores considerados pela PNH estão a participação ativa dos usuários e trabalhadores, 
a gestão dos estabelecimentos assistenciais, a constante formação educacional dos trabalhadores 
da saúde, o relacionamento dos trabalhadores entre si e com os usuários e as condições físicas e 
ambientais do estabelecimento
O acolhimento é um dispositivo do trabalho em saúde que busca atender a todos que procuram os 
serviços de saúde, ouvindo suas demandas e assumindo, no serviço, uma postura de acolher, escu-
tar e pactuar respostas mais adequadas às mesmas, com a finalidade de prestar um atendimento 
com resolutividade e responsabilização e, se necessário, orientando o paciente e a família em rela-
ção a outros serviços de saúde para a continuidade da assistência estabelecendo uma articulação 
com esses serviços para garantir a eficácia desses encaminhamentos.
Acolhimento não é um local, mas uma postura ética, não pressupõe hora ou profissional específico 
para fazê-lo, significa compartilhamento de saberes, necessidades, possibilidades, angústias e inven-
ção.

1   ...   103   104   105   106   107   108   109   110   ...   165


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal