Grécia Atenas, Rodes e muito mais por descobrir


Interacções      Lançamento do segundo programa-



Baixar 0.93 Mb.
Pdf preview
Página82/128
Encontro24.05.2021
Tamanho0.93 Mb.
1   ...   78   79   80   81   82   83   84   85   ...   128
Interacções

    


Lançamento do segundo programa-

quadro de microfinanciamento UE/

ACP 

Anne-Marie Mouradian

“A

creditamos que o micro-



f inanciamento como 

instrumento de apoio à 

criação de rendimento – 

para microempresas informais ou peque-

nos agricultores marginalizados, por 

exemplo – pode contribuir para o desen-

volvimento e ajudar a reduzir a pobreza”, 

explica Alessandra Lustrati, ponto de 

contacto para o microfinanciamento 

na EuropeAid. “O microfinanciamento 

pode ser útil para famílias pobres que 

não têm acesso aos bancos e a outros 

serviços financeiros se ajudar a desen-

volver as suas actividades económicas. E 

pode ser um problema quando utilizado 

unicamente para fins de consumo sem 

melhorar o rendimento, uma vez que o 

devedor será incapaz de reembolsar o 

empréstimo”. 

A Comissão Europeia co-financia 

actualmente cerca de 200 projectos de 

microfinanciamento, num montante 

total de quase 200 milhões de euros, 

em mais de 80 países ACP, da Ásia e 

América Latina e países da Vizinhança 

Meridional e Oriental

1

. “O nosso objec-



tivo principal não é assegurar liquidez 

às IMF, mas sim reforçar as suas capa-

cidades, oferecendo-lhes assistência 

técnica, formação e aconselhamento”, 

afirma Alessandra Lustrati. Ao usar 

vários indicadores, a CE quer assegurar 

que as instituições parceiras são efi-

cientes a dois níveis, financeiro e social. 

“Para conseguirem resultados em ter-

mos de redução da pobreza, as IMF 

devem prosseguir objectivos de desen-

volvimento e serem ao mesmo tempo 

economicamente viáveis. Estamos a 

tentar trabalhar com as que preenchem 

estes dois critérios”, 

salienta Alessandra 

Lustrati. 

Desde há muito que 

a CE apoia o micro-

financiamento nos 

países ACP. O pro-

grama-quadro UE/

ACP é o mais alar-

gado e mais complexo 

dos programas em vigor actualmente 

em vários sítios da região ACP. Entre 

outras coisas, o primeiro programa-qua-

dro (2005-2010) aumentou o número 

O novo programa de apoio para institu-

ições de microfinanciamento (IMF) acaba 

de ser lançado. O principal objectivo é 

reforçar as capacidades de mais de 100 

IMF nos países de África, Caraíbas e 

Pacífico (ACP). 



As IMF devem compreender  

a necessidade de ouvir  

os seus clientes e não 

conceder-lhes sempre 

empréstimos, mas ajudá-los  

a conseguir a melhor solução

© Reporters




43

N° 23 (N.E.) - MAIO  JUNHO 2011

desenvolver uma estratégia de cooperação 

conjunta. 

O Comissário Europeu e o Director 

da UNIDO acordaram em que a “nova 

riqueza” proveniente dos recursos naturais, 

como o petróleo, deve ser utilizada com 

inteligência para promover um desenvolvi-

mento industrial sustentável em África 

e que é necessário diversificar o sector 

económico – incluindo actividades tradi-

cionais como a indústria agro-alimentar 

– para aumentar o comércio de bens de 

valor acrescentado dos ACP. Também 

assinalaram o aumento da cooperação 

entre a UE e África na educação e desen-

volvimento de competências e nas trans-

ferências de saber-fazer industrial. D.P.  



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   78   79   80   81   82   83   84   85   ...   128


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal