Gramática interna é o conjunto de regras da língua que cada falante domina, mesmo inconscientemente e independentemente de sua escolaridade. Gramática descritiva



Baixar 22.66 Kb.
Encontro29.09.2021
Tamanho22.66 Kb.

Gramática


A gramática é o conjunto de princípios a que obedece o funcionamento de uma dada língua. Então, falar com correcção linguística implica a aplicação prática e consciente desses princípios, ou seja, deve-se ter em conta os conhecimentos teóricos e práticos dos princípios a que o funcionamento dessa língua obedece, TEMBE, C., MAXAIEIE, J. & MATABEL, F. (N.D, p. 229)

A gramática divide-se em: Fonética, Fonologia, Morfologia, Sintaxe, Semântica e Ortografia.


Tipos De Gramática


Gramática interna é o conjunto de regras da língua que cada falante domina, mesmo inconscientemente e independentemente de sua escolaridade.

Gramática descritiva procura simplesmente descrever os usos das regras da língua e buscar razões para esses usos, sem a preocupação de rotular os empregos em certo ou errado, isto é separando o que é gramatical do que não é.

Gramática normativa seu foco é exclusivamente o estudo das regras de uso da norma culta da língua.

Gramática histórica é aquela que estuda a evolução de um idioma preocupando-se com a origem e a evolução de uma língua até o momento actual. Ela apoia a gramática normativa a medida que apresenta a origem do Português no latim vulgar, a evolução dos elementos fonológicos, morfológicos e sintácticos e sobre a formação de vocabulário.

Objectivos do Ensino da Gramática


Para os mesmos autores (TEMBE, C., MAXAIEIE, J. & MATABEL, F), o ensino da gramática visa atingir, fundamentalmente, os objectivos seguintes:

  • Contribuir para melhoria da competência comunicativa, oral e escrita, do aluno. Por outras palavras, o domínio das regras gramaticais permitirá que os alunos se sirvam da linguagem, quer falada, quer escrita, para exprimirem, o melhor possível, o que pensam, sentem, vêem e sabem. Isto é, o estudo da gramática deve ter um aspecto funcional da língua.

  • Contribuir para o desenvolvimento das capacidades de análise e de raciocínio do aluno, através do reconhecimento explícito do modo como se organiza o funcionamento da língua. Isto implica falar e escrever com correcção e adequação linguística, o que significa utilizar a linguagem para a comunicação. Isso resulta da utilização de textos mais exigentes, complexos e interessantes ao longo das aulas.

Conclusão


Deste modo, em relação ao tema dado conclui-se que: a gramática é o conjunto de princípios a que obedece o funcionamento de uma dada língua, contribuindo assim, para o desenvolvimento das capacidades de análise e de raciocínio do aluno.

Bibliografia consultada:

LOLAS, G. Xavier, Ensinar e Aprender Gramatica: Algumas Abordagens Possíveis, Escola Superior de Coimbra, Coimbra, 2013

TEMBE, C., MAXAIEIE, J. & MATABEL, F. Manual de Didáctica de Língua Portuguesa – Língua Segunda: Formação de Professores para o Ensino Primário e Educação de Adultos, Associação Progresso, Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, Maputo,





Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal