Geografia volume 3 Manual do Professor



Baixar 2.45 Mb.
Pdf preview
Página6/125
Encontro27.07.2022
Tamanho2.45 Mb.
#24383
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   125
silo.tips geografia-volume-3-manual-do-professor
Manual do Professor
5
EE_G15GSM3.indb 5
24/05/13 09:15


A publicação do documento intitulado PCN+Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos 
Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências Humanas e suas Tecnologias (BRASIL, 2002) objetiva orientar a prática 
pedagógica dos professores de Geografia, História, Filosofia e Sociologia, identificando os conceitos estruturadores 
de cada área e a articulação desses conceitos entre as áreas, juntamente com os processos resultantes da nova 
realidade dos alunos, pautada no avanço tecnológico. Além disso, propõe-se a orientar o educador quanto à 
reformulação do Ensino Médio, sugerindo adotar como referência três áreas do conhecimento, conforme trecho 
reproduzido a seguir:
As transformações de caráter econômico, social ou cultural, no Brasil e no mundo, que levaram à mo-
dificação dessa escola, não tornaram o conhecimento humano menos disciplinar em nenhuma das 
três áreas em que se decidiu organizar o novo Ensino Médio, ou seja, na de Ciências da Natureza e da 
Matemática, na de Ciências Humanas e na de Linguagens e Códigos. Essas áreas, portanto, organizam e 
articulam as disciplinas, mas não as diluem nem as eliminam. No entanto, a intenção de completar uma 
formação geral nessa escola implica uma ação articulada, no interior de cada área e no conjunto das 
áreas, que não é compatível com um trabalho solitário, definido independentemente no interior de cada 
disciplina, como acontecia no antigo ensino de segundo grau, para o qual haveria outra etapa formativa 
que articularia os saberes e, eventualmente, lhes daria sentido. Não havendo necessariamente essa outra 
etapa, a articulação e o sentido devem ser garantidos já no ensino médio. (BRASIL, 2002, p. 6)
Dois aspectos chamam a atenção nesse trecho do referido documento: a valorização da interdisciplinaridade, 
sem, contudo, desvalorizar o conhecimento específico de cada disciplina, e a reafirmação da importância do 
Ensino Médio como etapa conclusiva do ensino básico, articuladora de saberes e base preparatória para o acesso 
ao ensino superior.
Podemos destacar a grande responsabilidade e as ricas e inúmeras possibilidades de trabalho para o educador 
que atua no Ensino Médio, etapa que deve oferecer ao educando a oportunidade de aprofundar conteúdos, 
desenvolver habilidades e, ao mesmo tempo, “prepará-lo para a vida”.
As Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (BRASIL, 2012), em conformidade com as Diretrizes 
Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica, oficializam e ampliam a crescente postura de educação 
apoiada em um conjunto orgânico, articulado e sequencial, de modo a estimular o desenvolvimento do conheci-
mento de maneira menos fragmentada e rígida (valorizando, por exemplo, o trabalho a partir de eixos temáticos), 
mais autônomo e carregado de maior significado social:
Os componentes curriculares que integram as áreas de conhecimento podem ser tratados ou como 
disciplinas, sempre de forma integrada, ou como unidades de estudos, módulos, atividades, práticas 
e projetos contextualizados e interdisciplinares ou diversamente articuladores de saberes, desenvol-
vimento transversal de temas ou outras formas de organização. (BRASIL, 2012)
Essa resolução reuniu princípios, fundamentos e orientações para nortear as políticas públicas educacionais 
nas estâncias nacional, estadual e municipal, além de sinalizar as possibilidades de avaliações (aprendizagem; 
interna e externa; das redes de educação básica) das propostas curriculares das unidades escolares públicas e 
Baixar 2.45 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   125




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal