Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano



Baixar 11.43 Mb.
Página95/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   ...   91   92   93   94   95   96   97   98   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
Interdisciplinaridade História Sociologia
A Revolução Cubana de 1959, a introdução do regime socialista, o alinhamento geopolítico à União Soviética e as consequências atuais dessas medidas podem ser estudados de forma interdisciplinar. Veja sugestões de leitura no Manual do Professor.
A ilha de Cuba, a maior das Antilhas, é o único país com sistema socialista na América e tem sua economia baseada na agricultura e no turismo.
Antes de ocorrer a Revolução, em 1959, Cuba era um país com características semelhantes às do restante da América Central. A economia apoiada na exportação de açúcar, sob o controle de uma pequena elite latifundiária local e das empresas estadunidenses, e o regime ditatorial de Fulgêncio Batista provocaram uma insatisfação popular muito grande.
Depois de uma tentativa fracassada de derrubar o governo vigente, os revolucionários, liderados por Ernesto “Che” Guevara, Camilo Cienfuegos, Fidel e Raúl Castro, tomaram o poder em 1959 e proclamaram a Revolução Socialista, promovendo algumas mudanças sociais, como a Reforma Agrária.
Em 1961, a ruptura com os Estados Unidos foi definitiva, e Cuba alinhou-se oficialmente aos soviéticos. A partir de então, o círculo se fechou contra o país, que foi expulso da Organização dos Estados Americanos (OEA) e teve suas relações rompidas com os Estados latino-americanos. Com essas atitudes, formalizou-se seu ingresso definitivo na área de influência soviética.
No fim da década de 1980, Cuba apresentou melhoras nas relações com vários países da América Latina. Com a decadência do socialismo na Europa Oriental e a diminuição da ajuda por parte da União Soviética, o fornecimento de alguns produtos cubanos foi reduzido a níveis críticos, levando o país a estreitar relações com países socialistas orientais, como China, Vietnã e Coreia do Norte.
Depois disso, reformas políticas começaram a acontecer. Em 1993, foram realizadas eleições para a Assembleia Nacional, e o presidente Fidel Castro anunciou a legalização da propriedade da terra, do uso de moedas estrangeiras e do trabalho por conta própria.
Sua ditadura foi marcada pela censura e pela repressão às pessoas que pensavam de modo diferente ou eram contrárias ao regime estabelecido. Em 2006, por motivos de saúde, Fidel transferiu o poder ao irmão, Raúl Castro, que foi oficializado no cargo em 2008. Desde então, ele tem conduzido reformas no setor agrícola e iniciou a abertura política e econômica do país.
Em 2012, a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) aprovou, com o apoio do Brasil e de mais 187 países, uma resolução pelo fim do embargo econômico comercial e financeiro a Cuba. Em 2015, Cuba e Estados Unidos reestabeleceram relações diplomáticas, com a reabertura das embaixadas de seus países, acenando para uma aproximação política e econômica.
Em março de 2016, o presidente dos Estados Unidos visitou Cuba pela primeira vez em mais de 50 anos.

LUCAS CARVALHO/GEOIMAGENS
Havana, Cuba, em 2015.

Página 158


América Central e Caribe
Na América Central, a produção e a comercialização dos gêneros de exportação são realizadas principalmente por empresas estadunidenses. Em virtude das paisagens tropicais e do patrimônio histórico-cultural, o turismo também é muito explorado. Outra fonte de renda vem do dinheiro enviado por milhões de migrantes que foram trabalhar nos Estados Unidos.
Com um desenvolvimento pouco significativo, esses países enfrentam problemas socioeconômicos, intensificados por conflitos civis e catástrofes naturais, como tempestades tropicais e furacões, frequentes na região entre os meses de julho e setembro, além de terremotos, como o que atingiu o Haiti em 2010.

MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
Escombros de edificações em Porto Príncipe, Haiti, 2015. Passados cinco anos do terremoto, o país enfrenta dificuldades também dificulta o desenvolvimento dessas para se reconstruir.
A má distribuição de terras e de riqueza nações. Em Honduras, por exemplo, enquanto 60% da população vive em condições de extrema pobreza, pouco mais de 200 proprietários rurais controlam 75% das terras do país. Veja alguns dados de países selecionados da América Central e do Sul na tabela a seguir.


Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   91   92   93   94   95   96   97   98   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal