Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano


Dados de Países da Península Balcânica – 2014



Baixar 11.43 Mb.
Página84/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   ...   80   81   82   83   84   85   86   87   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
Dados de Países da Península Balcânica – 2014

País

Área (km²)

População (milhões hab.)

PIB (bilhões US$)

PIB per capita (US$)

Albânia

28 750

2,89

13,2

4 450

Bósnia-Herzegovina

51 210

3,81

18,2

4 760

Croácia

56 590

4,23

57,1

12 980

Eslovênia

20 270

2,06

49,4

23 580

Macedônia

25 710

2,07

11,3

5 150

Montenegro

13 810

0,62

4,5

7 320

Sérvia

88 360

7,12

43,8

5 820

Fontes: The World Bank. Disponível em: . Acessos em: 22 jan. 2016.
A antiga Iugoslávia foi formada no fim da década de 1920 pela união de seis repúblicas (Sérvia, Montenegro, Eslovênia, Croácia, Bósnia-Herzegovina e Macedônia), com diferentes povos e crenças religiosas. Após a Segunda Guerra Mundial, ela foi governada por um regime comunista de partido único, liderado rigidamente pelo marechal croata Josip Broz Tito (1892-1980).
Com a morte de Tito, e a crise do sistema comunista, quatro das seis repúblicas iniciaram a busca por maior autonomia, o que levou à intensificação dos embates contra os sérvios, que exerciam maior domínio sobre os outros povos. Inúmeros conflitos, invasões, guerras e acordos acabaram determinando o desmembramento da Iugoslávia ao longo das décadas de 1990 e 2000, e consequentemente a criação de uma nova organização geopolítica na região.
Embora destruídas por guerras e conflitos internos, essas nações, com a ajuda internacional, iniciaram um processo de recuperação de sua economia, de seu patrimônio histórico e cultural e a reconstrução das bases democráticas.

MARIO YOSHIDA
Fonte: IBGE. Atlas geográfico escolar. 6. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. p. 43.

Página 142



MAV/GEOIMAGENS
Sarajevo, capital da Bósnia-Herzegovina, 2011. Ritmo de vida normalizado após os intensos conflitos da década de 1990.
O país que apresentou os maiores problemas decorrentes dos conflitos no interior da Iugoslávia foi a Bósnia-Herzegovina, que contou com o auxílio internacional para retomar seu desenvolvimento. A falta de moradias, destruídas durante a guerra, e o elevado índice de desemprego levaram milhares de jovens a emigrar. No entanto, mais de 1 milhão de bósnios refugiados, que haviam saído do país durante os conflitos, retornaram e contribuíram para elevar o índice de crescimento demográfico do país.
Um caso ainda não resolvido é o de Kosovo, que, assim como as demais ex-repúblicas iugoslavas, reivindica sua autonomia. Apesar de ter sido declarado independente em 2008, isso não foi reconhecido por vários países. Esse fato demonstra o caráter dinâmico das fronteiras do continente europeu, tema que será retomado na Unidade 3.
A Sérvia, conforme você deve ter observado na tabela, ainda é o país com maior extensão territorial e população dos Balcãs e conta com importantes reservas minerais.
A Eslovênia foi uma das que menos sofreram com o processo de independência, tendo sido a primeira a se integrar à União Europeia. Possui o IDH mais elevado da região, com renda per capita acima da média e bons indicadores sociais.
Outro país dos Bálcãs é a Albânia, uma das nações com padrão de vida mais baixo da Europa. Esse fato provoca ondas de emigração de seus habitantes, que buscam melhores condições de vida principalmente na Itália e na Grécia.

Página 143



Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   80   81   82   83   84   85   86   87   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal