Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano



Baixar 11.43 Mb.
Página7/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
NÃO ESCREVA NO LIVRO!
Para começo de conversa
Esta atividade propõe, por meio da observação e da análise de imagens, sensibilizar os alunos para a temática proposta, instigando-os a compreender as transformações tecnológicas em uma das atividades humanas, os transportes, e a relacioná-las com algumas transformações no espaço geográfico ao longo da história. Veja orientações no Manual do Professor.
1. O que é possível observar nessa sequência de imagens?
2. Que relação pode ser estabelecida entre as tecnologias aplicadas aos meios de transporte e a ocupação e transformação do espaço geográfico?
3. Agora, vamos pensar nos meios de comunicação. Tomando por base o espaço geográfico ao seu redor, faça uma colagem ou um desenho representando a relação estabelecida entre as tecnologias aplicadas aos meios de comunicação e a transformação desse local.

Página 11


A construção do espaço geográfico mundial
É importante aproveitar esse momento para resgatar os conhecimentos cartográficos que os alunos tiveram ao longo dos anos anteriores, como os elementos que compõem um mapa (tema, legenda e escala, por exemplo), pois servirão como pré-requisitos para os demais exercícios. Veja orientações no Manual do Professor.
O espaço geográfico consiste na unidade das práticas espaciais, sendo a base material e física modificada pela ação humana. É o tempo materializado. O espaço geográfico é resultado da produção humana, que abarca pelo menos três níveis: econômico, cultural-simbólico e político.
Fonte: SANTOS, Milton. A natureza do espaço. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2002.
O espaço geográfico é objeto central no estudo de Geografia. Ele resulta das contínuas transformações ocasionadas pelas atividades humanas sobre a superfície terrestre. Entre essas atividades humanas, destaca-se o trabalho, que foi se modificando e adquirindo características novas ao longo do tempo. Isso pode ser verificado quando comparamos as ferramentas, as fontes de energia usadas nos diferentes períodos históricos e as relações estabelecidas em torno dessa atividade.
Na sequência de imagens da abertura deste capítulo, por exemplo, é possível perceber que o desenvolvimento tecnológico no setor de transportes contribui para a (re)organização do espaço geográfico mundial. Assim como você pôde perceber que os meios de comunicação também influenciaram as transformações do espaço vivenciado por seu grupo social. Essa influência pode ser observada na construção de torres de telecomunicações, de antenas parabólicas, de cabos de energia, de cabos de fibra ótica, entre outros aparatos, que têm modificado a paisagem urbana e rural.
Em cada momento histórico, a construção do espaço é marcada por um conjunto de técnicas e ferramentas que facilitam a realização de tarefas, a locomoção de pessoas, o transporte de cargas e também a troca de informações, tornando os lugares mais próximos, conhecidos e integrados.
As diferentes formas segundo as quais se estabelecem as relações de trabalho também influenciam a transformação do espaço geográfico. No campo, por exemplo, enquanto a agricultura de subsistência, cuja prática remonta ao surgimento das primeiras civilizações humanas, se circunscreve ao lugar de vivência de cada grupo social, a agricultura comercial – com uso de máquinas mais modernas e de mão de obra assalariada – abarca um espaço muito maior, envolvendo os locais de produção (fazenda), circulação (vias de transportes, portos) e comercialização (diferentes países do mundo). Observe as imagens a seguir:

PAULO HENRIQUE CARVALHO/MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO

AGÊNCIA MINAS
No trabalho agrícola, tanto o uso de ferramentas como as relações de trabalho indicam diretamente como se dá a relação entre a sociedade e a natureza. Na fotografia da esquerda, fazenda de agricultura familiar em Buritis (MG), 2013. À direita, plantação de cana-de-açúcar destinada à indústria sucroalcooleira, em Uberaba (MG), 2014.

Página 12


Todo esse desenvolvimento tecnológico possibilitou à humanidade ocupar, dominar e integrar o espaço geográfico mundial.
Neste capítulo, você estudará como vem ocorrendo, historicamente, a construção do espaço geográfico mundial.
A integração do espaço geográfico nos grandes impérios
Ao observamos o espaço geográfico mundial atualmente, percebemos que ele está praticamente integrado, seja pela produção, pelas relações comerciais, pelos meios de comunicação ou de transporte. Mas nem sempre isso foi a realidade.
A integração do espaço geográfico mundial teve início a partir da segunda metade do século XV, período das Grandes Navegações, liderada pelas potências europeias. Até então, a maioria dos lugares se desenvolvia de forma independente e, muitas vezes, de forma isolada. Quando havia uma inter-relação, era espacialmente restrita e temporária, como foi o caso, na zona mediterrânea, da difusão do Império Romano (entre os séculos II a.C. e II d.C.) e da expansão árabe (nos séculos VII e VIII).
O mapa a seguir evidencia o processo de expansão territorial dos domínios árabes. Percebe-se que esteve restrito às áreas circunvizinhas ao centro de expansão, situado em Meca. Isso ocorreu, entre outros fatores, em virtude dos limites do conhecimento tecnológico que esses povos possuíam.

MARIO YOSHIDA
Fonte: DUBY, Georges. Grand atlas historique. Paris: Larousse, 2008.

Página 13


No mapa a seguir, também se pode verificar como se deu a expansão do Império Inca na América do Sul, entre os séculos XV e XVI, que teve como centro a cidade de Cuzco, no atual Peru.

MARIO YOSHIDA
Fonte: CANSECO, M. R. D. History of the Inca Realm. Cambridge: University of Cambridge, 1999.

MAV/GEOIMAGENS
Machu Picchu, no Peru, 2012. Vestígios do Império Inca, cujo apogeu ocorreu no século XV, antes da chegada dos colonizadores espanhóis.
No século XIII, o mercador veneziano Marco Polo foi pioneiro no estabelecimento de relações comerciais importantes entre a Europa e a Ásia, relatando suas viagens em O livro das maravilhas: a descrição do mundo, obra cujas informações foram em parte incorporadas a mapas importantes dos séculos seguintes, além de servir de apoio a navegadores como Cristóvão Colombo.
Estudos recentes mostram que a China teve papel determinante no processo de construção do espaço geográfico mundial. Segundo essas pesquisas, os navegadores chineses, bem antes dos europeus, já teriam percorrido o mundo com seus navios e chegado a vários lugares, que depois foram alcançados por portugueses, espanhóis e ingleses.

Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal