Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano



Baixar 11.43 Mb.
Página55/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   ...   51   52   53   54   55   56   57   58   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
VÁ FUNDO!
Assista a:
Volta ao mundo em 80 dias – uma aposta muito louca
Direção: Frank Coraci. EUA, 2004, 119 minutos.
Para cumprir uma aposta, inglês milionário dá a volta ao mundo e conhece cinco continentes.
Europa
A Europa também é regionalizada de diferentes modos. Na época da Guerra Fria (1945-1991), o continente foi dividido em Europa Ocidental, aliada dos Estados Unidos, e Europa Oriental, área de influência da União Soviética. Ainda hoje podemos usar essas definições, mas elas já não têm o mesmo significado político que tinham naquele período, uma vez que muitas nações do Leste Europeu se tornaram membros da União Europeia e ingressaram na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Esse assunto será aprofundado na Unidade 2.

JACEK KADAJ/SHUTTERSTOCK
Atualmente, a divisão da Europa em Oriental e Ocidental deixou de ter a conotação política que teve durante o período da Guerra Fria. Na foto, bandeira da União Europeia em uma manifestação em prol da democracia nas ruas de Varsóvia, Polônia, 2015.

Página 86


Ásia
Na Ásia, a localização e algumas características socioculturais permitem fazer uma regionalização do continente em cinco grandes conjuntos: Oriente Médio, Ásia Meridional, Ásia Central, Ásia Oriental e o Sudeste Asiático, conforme o mapa a seguir.

MARIO YOSHIDA
Fontes: IBGE. Atlas geográfico escolar: Ensino Fundamental do 6 o ao 9 o ano. Rio de Janeiro: IBGE, 2010; Atlante Geográfico de Agostini 2006-2007. Novara: Instituto Geografico De Agostini, 2006.
No Oriente Médio, predominam países de língua árabe e, mesmo na Turquia, cujo idioma oficial é o turco, e em Israel, onde se fala o hebraico, o árabe é muito praticado. As disputas religiosas e territoriais (que serão estudadas no Capítulo 12) são intensas e frequentes nessa região. A existência de grandes jazidas de petróleo desperta o interesse das nações ricas do globo por essa parte do planeta.
O Oriente Médio ainda ocupa uma posição estratégica, situado na confluência de três continentes, constituindo-se uma área de passagem.
A Ásia Meridional é formada pelo subcontinente indiano, que, além da Índia, inclui outros países. Em virtude de sua localização intermediária no continente asiático, essa região foi invadida por diversos povos, o que possibilitou a formação de uma cultura diversificada e uma miscigenação racial ampla. A confluência do hinduísmo, na Índia, do budismo, no Butão e no Nepal, e do islamismo, no Paquistão e em Bangladesh, com outras religiões, como a dos sikhs e cristãos, é até hoje um traço marcante nos conflitos da região.

Página 87


A Ásia Central é formada por alguns países da Comunidade dos Estados Independentes, como Cazaquistão, Uzbequistão, Turcomenistão e parte da Rússia. O sufixo “-stão”, comum no nome desses países, vem do persa e significa “terra”, ou seja, terra dos cazaques, dos uzbeques e dos turcomenos, respectivamente.
A parte oriental da Ásia, também denominada Extremo Oriente, inclui nações como o Japão, a Coreia do Norte, a Coreia do Sul e a China. Apesar de serem chamadas de orientais de forma generalizada, essas nações apresentam grandes diferenças, com idiomas, escritas, hábitos e costumes distintos. Do ponto de vista geopolítico, há ainda disputas pela hegemonia na região.
Já no Sudeste Asiático se localizam países continentais como Tailândia, Vietnã, Laos, Camboja, Mianmar, Cingapura e Malásia, e países insulares como Indonésia, Brunei, Filipinas e Timor Leste. A maioria desses países segue o budismo, com exceção da Indonésia – que tem a maior população muçulmana do mundo – e das Filipinas, de maioria cristã, conforme mapa Distribuição das religiões– 2013 (página 78).

ZULUFRIEND/ISTOCK
Apesar de o hinduísmo ser praticado por mais de 700 milhões de pessoas no mundo, a maioria de seus fiéis está na Índia. Na foto, fiéis banhando-se no Rio Ganges, em Varanasi, na Índia, um dos principais centros de peregrinação do hinduísmo, 2013.
África, Oceania e Antártida
Em geral, a constituição geopolítica atual desses territórios, especialmente da África e da Oceania, se deu na relação de dominação entre o ocidente e o oriente.
O continente africano teve seu desenvolvimento autóctone estabelecido desde a Antiguidade, no entanto sua configuração geopolítica atual resultou da sua ocupação e exploração das neocolônias pelos europeus, com pequena participação dos Estados Unidos, que resultou na partilha da África, entre o século XIX e início do século XX, conforme foi estudado no Capítulo 1 deste livro.
A configuração geopolítica atual da Oceania também resultou da ocupação e exploração pelos europeus e estadunidenses, em processo mais recente de expansão capitalista, no período da Segunda Revolução Industrial. Esse processo buscou, entre outros objetivos, a formação de um mercado consumidor e a exploração de matérias-primas.
O caso da Antártida é bem distinto dos dois primeiros, inicialmente porque sua ocupação ocorreu muito mais como resultado de conflitos e acordos internacionais que buscaram o desenvolvimento das ciências e o conhecimento sobre o planeta. Assim, esse continente não é constituído de Estados-nações, como os demais, mas é um território internacional que foi dividido entre os países que ali estabeleceram bases de pesquisas.

Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   51   52   53   54   55   56   57   58   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal