Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano


Crescimento econômico × desenvolvimento humano: contradições do capitalismo



Baixar 11.43 Mb.
Página36/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
Crescimento econômico × desenvolvimento humano: contradições do capitalismo
O capitalismo é um sistema econômico que apresenta grandes contradições, como já foi estudado no Capítulo 2. Uma delas diz respeito ao modo como a riqueza resultante da produção é distribuída entre a população e como se expressa na qualidade de vida.
Quando se pretende compreender a organização do espaço em diversas regiões mundiais, os dados relativos ao padrão de vida da população são primordiais, pois podem expressar o modo como o espaço é apropriado.
Até meados da década de 1970, a produção era o dado mais relevante para calcular o crescimento econômico de um país ou de uma região. Para isso, recorria-se ao Produto Interno Bruto (PIB) ou ao Produto Nacional Bruto (PNB). Leia o texto do quadro a seguir:
VÁ FUNDO!
Leia:
Desenvolvimento humano? E eu com isso?, de Silmara Rascalha Casadei e Kátia Regina G. Mori. São Paulo: Cortez, 2012.
Nesta história, ambientada em uma escola, os alunos, a pesquisadora e o filósofo se encontram para dividir experiências.
Saiba mais
PIB e PNB
O PIB corresponde à totalidade da produção de um país, ou seja, resulta da soma de todas as riquezas produzidas dentro de um território, ao longo de um ano, nos três setores da economia (primário, secundário e terciário).
A diferença entre o PIB e o PNB de um país pode ser verificada por meio da seguinte fórmula:
PNB = PIB + R1 + R2 – R3
R1: royalties das empresas do país que atuam no exterior;
R2: dinheiro recebido do exterior (investimentos, pagamento de dívidas etc.);
R3: royalties das empresas transnacionais instaladas no país; valores enviados por pessoas para outros países.
O que são os royalties
Uma empresa transnacional, ao se estabelecer em um país, gera lucros, que em parte ficam nesse país e em parte são enviados para a matriz. Essas remessas, denominadas royalties, são distribuídas entre os acionistas de várias partes do mundo.
De acordo com esses dados, os países eram classificados em três grupos:
• desenvolvidos: países cuja economia se baseava na produção industrial;
• em desenvolvimento: países que possuíam um parque industrial em expansão, apesar de sua economia ser basicamente agrícola;
• subdesenvolvidos: países com baixos índices de produção e economia exclusivamente agrícola ou de matérias-primas.
A partir dos anos seguintes, essa classificação foi criticada por estudiosos das áreas de Geografia, Economia, História, entre outras, pois induz a erros de análise, como:
• se um país apresentar uma produção econômica mediana e for pouco populoso, os dados da renda per capita podem levá-lo a ser classificado como desenvolvido, mesmo que as condições de vida da maioria da população não sejam boas;

Página 53


• parte do princípio de que o crescimento econômico corresponderia ao desenvolvimento humano;
• não contribui com propostas de soluções para os problemas resultantes da distribuição desigual de renda, como fome, violência, falta de infraestrutura e de acesso à educação, assistência médica e moradia, especialmente nos países de menor desenvolvimento econômico e humano;
• as propostas criadas com base nesse tipo de classificação estimulam unicamente a produção, o que não garante a melhoria da qualidade de vida da população.

Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal