Geografia no cotidiano: ensino médio, 3º ano


a) Há exploração de recursos naturais energéticos e minerais, além de cultivos agrícolas. Há poucos centros industriais dispersos pelo continente. b)



Baixar 11.43 Mb.
Página218/239
Encontro18.07.2022
Tamanho11.43 Mb.
#24300
1   ...   214   215   216   217   218   219   220   221   ...   239
Geografia no cotidiano ensino m dio, 3 ano
ticket
4. a) Há exploração de recursos naturais energéticos e minerais, além de cultivos agrícolas. Há poucos centros industriais dispersos pelo continente.
b) O sistema de plantation foi introduzido no continente com o objetivo de atender interesses dos países europeus, exploradores. Caracterizavam-se por grandes plantações monocultoras que tomaram lugar da agricultura familiar. Atualmente as produções ainda visam atender aos mercados externos, enquanto boa parte da população do continente sofre de escassez alimentar.
c) África do Sul.
5. Os fatores que podem justificar o IDH mais elevado de alguns países em relação ao Brasil são: investimentos externos que certos países receberam; investimentos maiores em saúde e educação ao longo de muitos anos; níveis mais altos de escolaridade e saúde. Percebe-se, no entanto, que países como México e Venezuela possuem IDHs muito próximos aos do Brasil.
6. O objetivo desta atividade é estimular a participação cidadã dos alunos junto à sua comunidade na busca de solução de problemas locais. Estimule-os a desenvolver esse tipo de participação, pois, com isso, terão a oportunidade tanto de conhecer os problemas reais quanto de se aproximar das pessoas e aprender a buscar soluções e a tomar atitudes propositivas.
CAPÍTULO 8
PÁGINA 166: PARA COMEÇO DE CONVERSA
Respostas sugeridas para as questões:
1. Cidades de países de economias emergentes, com forte dinamismo econômico (construção de prédios, trânsito em avenidas, arquitetura moderna, indústrias).
2. Resposta pessoal.
3. Os alunos poderão associar as fotos ao título do capítulo, apontando para um conjunto de países considerados emergentes, que apresentam crescimento econômico, mas ainda apresentam grandes contrastes sociais.
PÁGINA 170: INTERDISCIPLINARIDADE COM HISTÓRIA
Sobre a Revolução Chinesa de 1949 e a Revolução Cultural vigente nas décadas de 1960 e 1970, trabalhe de modo interdisciplinar com o(a) professor(a) de História. Sugestão bibliográfica:

Página 360


A Revolução Chinesa, de Wladimir Ventura Torres Pomar. São Paulo: Unesp, 2004.
PÁGINA 172: MUNDO DO TRABALHO
O objetivo dessa atividade é verificar como ocorre a exploração da mão e obra chinesa e as consequências disso para economia local e global.
Os resultados desse trabalho devem ser apresentados em sala para servir de apoio às discussões sobre o tema em questão.
PÁGINA 183: YVES LACOSTE
Muitos pesquisadores se dedicaram a estudar as condições do (sub) desenvolvimento das nações. No Brasil, como vimos, destaca‑se o economista paraibano Celso Furtado (1920‑2004), que sempre considerou o subdesenvolvimento uma condição dentro da organização social do capitalismo, e não uma etapa de desenvolvimento como sugere o termo “em desenvolvimento” ou “emergente”.
Já o geógrafo francês Yves Lacoste se destaca por seu trabalho em discussões geopolíticas – divulgadas principalmente na revista francesa Hérodote – e defende uma posição militante e contra a instrumentalização da Geografia pelos interesses estatais e privados, tema de destaque na obra A Geografia serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. Escreveu ainda Geografia do subdesenvolvimento e Os países subdesenvolvidos, em que caracteriza diversas condições do subdesenvolvimento, como dependência econômica, grande número de subempregos, baixos níveis de instrução, insuficiência alimentar, entre outros.
PÁGINA 187: ATIVIDADE FINAL – SÍNTESE E COMPREENSÃO
Respostas sugeridas para as questões:

Baixar 11.43 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   214   215   216   217   218   219   220   221   ...   239




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal