Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia



Baixar 11.05 Mb.
Pdf preview
Página142/249
Encontro27.07.2022
Tamanho11.05 Mb.
#24382
1   ...   138   139   140   141   142   143   144   145   ...   249
geografia-espa-o-e-identidade-levon-boligian-andressa-alves-3-c compress
Biologia 3 Orientações Professor
Mar de Aral: ontem e hoje
NASA/Goddard Space Flight Center
Mapa: ©DAE/Allmaps
Fonte:
ATLAS Geográfico Escolar. 6. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. p. 49 Disponível em:. Acesso em: 30 abr. 2016.
No início da década de 1960, o Mar de Aral se estendia por uma área de aproximadamente 66 mil km
2
. A sequência de imagens 
acima foi registrada entre 2000 e 2013 e aponta seu progressivo desaparecimento e a incipiente recuperação a partir de 2011.
Competência de área 6:
Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes 
contextos históricos e geográficos.
Habilidade 27:
Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos 
históricos e(ou) geográficos.
De olho no Enem – 2014
Os dois principais rios que alimentavam o Mar de Aral, Amudarya e Syrdarya, mantiveram o nível e o volume 
do mar por muitos séculos. Entretanto, o projeto de estabelecer e expandir a produção de algodão irrigado 
aumentou a dependência de várias repúblicas da Ásia Central da irrigação e monocultura. O aumento da 
demanda resultou no desvio crescente de água para a irrigação, acarretando redução drástica do volume de 
tributários do Mar de Aral. Foi criado na Ásia Central um novo deserto, com mais de 5 milhões de hectares, 
como resultado da redução em volume.


TUNDISI, J. G.
Água no século XXI: enfrentando a escassez. São Carlos: Rima, 2003.
A intensa interferência humana na região descrita provocou o surgimento de uma área desértica em 
decorrência da:
a.
Erosão.
b.
Salinização.
c.
Laterização.
d.
Compactação.
e.
Sedimentação.
Gabarito:
B
Justificativa:
A interferência humana nos sistemas naturais de uma região naturalmente propensa à formação
de desertos pode gerar o processo de salinização, que se caracteriza pelo acúmulo de sais minerais no solo, 
reduzindo sua fertilidade natural. Na região em questão, os percentuais de evaporação são acentuados e os 
projetos de irrigação mencionados foram mal planejados, gerando o problema. Está correta, portanto, a 
alternativa
b. A alternativa
a
está incorreta, pois a área desértica citada surgiu em decorrência do desvio de 
águas para irrigação, e não de processos erosivos. As alternativas
c
e
d
estão incorretas, pois a laterização e a
compactação dela decorrentes, são consequências da exposição dos solos à intensa radiação solar a partir do 
desmatamento, não podendo ser apontadas, portanto, como as causadoras do problema mencionado no 
enunciado. Finalmente, a alternativa
e
está incorreta, pois o fenômeno que acarretou no surgimento do 
deserto descrito no texto apresentado como suporte foi a redução do volume de tributários do Mar de Aral, e
não a deposição de sedimentos nessa região.


Página 177

Baixar 11.05 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   138   139   140   141   142   143   144   145   ...   249




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal