Ganesha centro de cuidado do ser



Baixar 65.37 Kb.
Página1/6
Encontro11.10.2019
Tamanho65.37 Kb.
  1   2   3   4   5   6

GANESHA – CENTRO DE CUIDADO DO SER

www.ganeshanet.com.br facebook: ganesharibeirãopreto



Yoga e a transformação do Ser: roteiro para uma vida consciente


Introdução

Ocorre que na época atual, a cultura do yoga surge como uma força transformadora do ser humano, transcendendo o espaço e tempo da Índia, para se tornar, numa cultura global, seguida por milhões de pessoas em todo o mundo. Para explicar este fenômeno, concorrem fatores de ordens socioculturais, políticas e tecnológicas que ressignificaram e redimensionaram esse sistema filosófico, ora concebida como filosofia de vida que busca a harmonia e o equilíbrio, visando o conhecimento profundo do ser humano na sua relação com Deus, ora como processo terapêutico para auxiliar na cura das doenças de ordem física e psicológica.

Independentemente dos olhares criados em torno do Yoga, as pessoas se tornam mais conscientes e enxergam a vida de uma forma mais harmônica e integrada, atenuando muitos dos apelos dos bens materiais. Como filosofia de movimento físico e intelectual, interpela o praticante a incorporação de preceitos éticos e filosóficos para tornar essa prática efetiva.

Com origem nas brumas do tempo dentro de uma tradição milenar da Índia, o Yoga institucionalizou-se como filosofia com vários desdobramentos, ou seja, várias correntes surgiram dessa tradição milenar1. De 6.500 a.C. (considerados períodos pré-yoga -Vedas, upanishad)2 a 200 a.D. (época da compilação do Yoga Sutra de Patanjali), todos esses movimentos foram transmitidos de gerações em gerações por via oral e, posteriormente, pela escrita sânscrita. Não é consensual fixar um período de criação deste sistema filosófico, contudo alguns estudos apontam Patanjali como principal codificador e responsável pela sua compilação e divulgação3.


A relação do homem com a natureza cósmica e a humanidade exigem respostas aos anseios da vida, tais como aspirar à verdade, à consciência, à pureza da mente. É fato que essas motivações sempre acompanharam o homem desde os primórdios dos tempos. Na Índia, por exemplo, a ideia da consciência visa alcançar moksha ou kaivalya, como meta transformadora e libertadora do sujeito; ou seja, é a libertação do indivíduo da impureza e da ignorância da mente. Para chegar a esse estágio elevado de espírito, são necessárias práticas que levam às disciplinas mentais e corporais codificadas em preceitos éticos e filosóficos.

O yoga como parte do sistema filosófico hindu tem como elemento norteador o dispositivo dos sutras do Patanjali como caminho de transformação do homem para um ser superior. Neste nível, o indivíduo não se distingue dos demais, ou seja, o Ser e a Natureza tornam-se uma unidade. Assim é que um dos significados do yoga é a união do Ser com o entorno onde a inteligência universal se manifesta. Ou seja, yoga é um projeto de arquitetura do corpo e da mente para atingir nível superior de consciência.

A prática do yoga favorece a autodescoberta, o autoconhecimento e a superação de limites do sujeito, auxiliando-o a ter maior controle sobre os anseios, angustias, mazelas físicas e psíquicas.

Propomos neste trabalho um pequeno exercício sobre a história do yoga, abordando os sutras de Patanjali e os seus fundamentos filosóficos. Alguns conceitos do yoga em sânscrito serão discutidos no texto e destacado em notas de rodapé. Encerramos este trabalho com uma pequena reflexão sobre as correntes e as tendências do Yoga.






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal