Gabriel Rodrigues Pereira 03 1- as bactérias mantêm os solos produtíveis e purificam a nossa água



Baixar 4.54 Kb.
Encontro22.12.2021
Tamanho4.54 Kb.
#20761
lista 1 bio

Gabriel Rodrigues Pereira - 203

1) 1.1- As bactérias mantêm os solos produtíveis e purificam a nossa água.

1.2- Processam os resíduos por nós produzidos e dão utilidade a eles novamente.

1.3- Conseguem converter alimentos, que foram ingeridos, em polissacarídeos e açúcares úteis ao nosso corpo.

2) Não. De acordo com o texto proposto, o oxigênio respirável tem como principal fonte os micróbios, como as algas e "outros organismos minúsculos".

3) "Cientistas na Austrália encontraram micróbios conhecidos como Thiobacillus concretivorans que viviam em – na verdade, não conseguiam viver sem – concentrações de ácido sulfúrico fortes o suficiente para dissolver metal."

"Encontrou-se uma espécie chamada Micrococcus radiophilus vivendo contente nos tanques de refugo de reatores nucleares, empanturrando-se de plutônio e o que mais houvesse por lá."

"Talvez o caso mais extraordinário de sobrevivência tenha sido de uma bactéria Streplococcus recuperada das lentes lacradas de uma câmera que permenecera na Lua durante dois anos."

“Descobriu-se que nas sondas introduzidas em chaminés oceânicas tão quentes que as sondas começam a derreter, mesmo ali existem bactérias”



4) Pois, como propôs Haeckel, as bactérias se diferiam das plantas em certos aspectos, como a não realização de fotossíntese pela parte das bactérias, e, por isto, deveriam ser classificadas em um reino separado, que recebou o nome de Monera.

5) Fungos eram classificados junto com as plantas. Os fungos se diferem das plantas pois não têmm clorofila, são formados a partir de quitina, e não fazem fotossíntese.

6) os cinco reinos propostos por Whittaker eram: Monera, Animalia, Fungi, Plantae e Protista.

7) Arqueobactérias se diferem de bactérias nos seus lipídios e na sua ausência de peptidoglicano. São micróbios que sapararam das bactérias há muito tempo.

8) Bactéria, que incluía cianobactérias, bactérias púrpura, bactérias gram-positivas, bactérias verdes não sulfurosas, flavobactérias e bactérias termofílicas. Archaea, que incluía halofílicos, Methanosarcina, Methanobacterium, Methanocoecus, Thermoceler, Thermoproteus e Pyrodictium. E Eukarya, que incluía microsporidios, tricomonadianos, flagelados, entameba, bolor do lodo, ciliados, plantas, fungos e animais.

9) Mayr dizia que: deveriam haver duas divisões principais da vida, denominados “impérios”. Os organismos bacterianos simples seriam colocados em uma única categoria, Prokaryota, e o restante mais complexo e “altamente evoluído” no império Eukaryota, que ficaria no mesmo nível.

10) Por meio de hospedeiros movéis, como mosquitos, que injetam o agente diretamente na corrente sanguínea ou se espalhando pelos próprios sintomas da doença, como vômitos e diarreias.

11) O Homem tem utilizado antibióticos de maneira exagerada, o que acaba causando com que bactérias criem novas variedades cada vez mais resistentes a antibióticos, consequentemente levando a perda da eficácia de grande parte dos medicamentos.

12) O Nobel Peter Medawar dizia que os vírus são “uma porção de ácido nucleico cercada de más notícias”. Eles são menores e mais simples que as bactérias, e por si mesmos não são seres vivos, já que necessitam de um hospedeiro adequado para entrarem em atividade. Foram visualizados apenas em 1943, com a invenção do microscópio eletrônico.

13) Os bacterófagos, ou simplesmente fagos, são um tipo de vírus que infecta somente bactérias. Eles conectam-se à bactéria, furam a parede celular e injetam na bactéria o seu conteúdo genético. Após adentrar a bactéria, o fago utiliza da célula hospedeira para a sua reprodução.
Baixar 4.54 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal