Física para o Ensino Médio Gravitação, Eletromagnetismo e



Baixar 3.85 Mb.
Pdf preview
Página4/134
Encontro10.08.2021
Tamanho3.85 Mb.
#16731
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   134
Fisica para o Ensino Medio Gravitacao Eletromagnetismo e Fisica Moderna
GRAVITAÇÃO
CAPÍTULO 1
 
A astronomia é uma das ciências mais antigas desenvolvidas 
pelo ser humano. Todas as civilizações que passaram pelo nosso plane-
ta utilizaram-se do movimento dos astros para ritmar suas vidas. A ob-
servação da repetição periódica das posições dos astros nos céus serviu 
para orientar as épocas corretas para o plantio e a colheita da safra, bem 
como rituais de fertilidade e de sacrifícios aos deuses. Esta prática é evi-
denciada pela observação da orientação de antigas construções. Desde 
as pirâmides incas e astecas, na América, até os monumentos erguidos 
no Camboja, no sul da Ásia, passando pela Esfinge e as pirâmides no 
Egito, as direções principais costumavam seguir as coordenadas do Sol 
ou das estrelas. Devido à sua importância à geração e manutenção da 
vida na Terra, o Sol era louvado como um deus por algumas civilizações. 
Os egípcios o chamavam de deus , enquanto na cultura greco-roma-
na era chamado de Hélios. Por volta de 2000 a.C., os babilônios adota-
ram o calendário de 365 dias, correspondente ao ciclo solar. Ao longo da 
trajetória do Sol, definiram 12 grupos de estrelas diferentes cujos nomes 
identificariam cada um dos 12 meses do ano. Assim, se torna fácil saber 
em que mês do ano estamos: basta determinar em que constelação o 
Sol se encontra. Esta é a origem do zodíaco que conhecemos hoje. O 
Sol, a Lua e os cinco planetas conhecidos na época emprestaram seus 
nomes aos sete dias da semana em várias línguas.
 
Os planetas do sistema solar foram batizados com nomes dos 
deuses da mitologia greco-romana. Júpiter era o deus maior dos roma-
nos e acabou emprestando seu nome ao maior dos planetas. Saturno, 
que perdeu seu poder para seu filho Júpiter, era o deus do tempo. Marte 
recebeu o nome do deus da guerra devido à sua cor avermelhada. Já 
Vênus, a mais formosa das deusas, era considerada a deusa do amor 
e da beleza. Netuno era irmão de Júpiter e recebeu deste o mar como 
esfera de domínio. O planeta de cor azulada leva o seu nome. Urano 
personificava  o céu, o universo. Mercúrio era pequeno e servia como 
mensageiro dos deuses. Inventou a escrita, a aritmética, a geometria, a 


Prof. Cássio Stein Moura
10
previsão do tempo, o peso e a medida. O último planeta a ser descoberto 
e também o mais longínquo recebeu o nome de Plutão, o deus do infer-
no, que, segundo a mitologia, situa-se nos confins interiores da Terra. 
Vários nomes de estrelas e constelações originaram-se de personagens 
mitológicos (Andrômeda, Centauro, Órion, etc).
 
Plutão foi o pivô de uma controvérsia que perdurou desde o seu 
descobrimento, em 1930, até 2006 quando a União Astronômica Inter-
nacional resolveu classificá-lo como planeta anão. Isto porque seu tama-
nho é menor do que a Lua, e sua órbita não está no mesmo plano que 
os outros oito planetas. Nesta mesma categoria entram também Ceres, 
que possui órbita entre Marte e Júpiter, e Xena que está bem além de 
Plutão e leva 560 anos para dar uma volta em torno do Sol. Os outros 
oito planetas (Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e 
Netuno) passaram a ser classificados de planetas clássicos.
 
Os antigos gregos tornaram-se célebres não só por sua mitolo-
gia, mas também pela sua filosofia. Existiam várias escolas que busca-
vam explicações para a natureza que os circundava. Vamos nos ater às 
suas ideias sobre os astros. 
 
Para um observador situado na superfície da Terra, parece bas-
tante óbvio de imediato pensar que todos os astros giram em torno de 
nosso planeta. Basta observar o Sol e a Lua e ver que todos os dias 
eles nascem no oriente e se põem no ocidente. O mesmo acontece 
com as estrelas. A esta movimentação dos objetos celestes damos o 
nome de movimento aparente. O movimento real seria aquele observa-
do por alguém que estivesse longe do nosso sistema solar. Os gregos 
desenvolveram duas teorias para o movimento real dos astros: o helio-

Baixar 3.85 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   134




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal