Fisioterapia Unidade Batel



Baixar 49 Kb.
Encontro12.12.2019
Tamanho49 Kb.



Fisioterapia

Unidade Batel

Curitiba, xx de xxxxxxxxxxxx de 201x.


Exame Nº xxx

Examinado

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Consultor

Xxxxxx xxxx xxxx xxxxxx CREFITO xx xxxxx F


DIAGNÓSTICO FÍSICO-FUNCIONAL E METABÓLICO



Composição Corporal:

Obesidade


PERCENTUAL DE GORDURA: 33% – OBESIDADE GRAU I
De acordo com Protocolo de Penroe, 1983 e Tabela de Pollock&Wilmore, 1993 e OMS, 1997. – Ideal 27%.
DEFICIÊNCIA de 28,6% - MODERADA – b530.2
De acordo com a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde)





Composição Corporal:

Muscularidade


MASSA MUSCULAR - 20 kg
De acordo com Lee RC, Wang Z, Heo M, Ross R, Janssen I, Heymsfield SB. 2000.
ÍNDICE DE MASSA MUSCULAR: 8,33 – SEM DEFICIÊNCIA
De acordo com Janssen I, Baumgartner RN, Ross R, Rosenberg IH, Roubenoff R. 2004. – Normal acima de 6,75 kg/m2





Dinamometria de Preensão Manual: Força Estática


DIREITA: 28,7 kgf

ESQUERDA: 29,2 kgf
De acordo com Tabela do Dinamômetro CAMRY – Ideal 32,7 kgf
DIREITA: DEFICIÊNCIA de 29% - MODERADO - b7300.2

ESQUERDA: DEFICIÊNCIA de 25,4% - MODERADO - b7300.2
De acordo com a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde)





Mobilidade Articular Geral


MOBILIDADE ANTEROPOSTERIOR

DIREITA: DEFICIÊNCIA - 70,4% - GRAVE – b7101.3

ESQUERDA: DEFICIÊNCIA - 70,4% - GRAVE – b7101.3
De acordo com a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde)


Possibilidade de deficiência máxima de 27 cm. Encontrado déficit de 19 cm em ambos os MMII. Referência com Programa de Condicionamento Físico da ACSM, 1999.






Nível de Condicionamento Físico Geral


MEMBROS SUPERIORES – NÍVEL MÉDIO

GRUPAMENTO MUSCULAR POSTURAL – NÍVEL BAIXO

MEMBROS INFERIORES– NÍVEL MÉDIO

GRUPAMENTO MUSCULAR ABDOMINAL – NÍVEL BAIXO

PADRÃO DE RESISTÊNCIA OXIDATIVA – NÍVEL MÉDIO
De acordo com Programa de Condicionamento Físico da ACSM, 1999 e Padrões do Método STS de Musculação Terapêutica. Lucas, 2010.





Perfil de Risco Cardiometabólico


RELAÇÃO CINTURA-QUADRIL (RCQ) – 0,76%

MODERADO RISCO

De acordo com Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC – Cardiol) , 2008, menor que 0,73 é o ideal.
DEFICIÊNCIA de 21,4% - LEVE – b5408.1
De acordo com a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde)




Diagnostico de Sedentarismo e/ou comportamento Sedentário


SEDENTARISMO MODERADO – DEFICIÊNCIA de 25% -– b5408.2

TAXA METABÓLICA DE REPOUSO (TMR) - 1227 kcal

FATOR ATIVIDADE: 1,3

DÉFICIT DIA: 123 kcal
De acordo com Owen et al. 2010; Pate et al. 2008; Tremblay et al. 2010 - Haskell WL, Lee IM, Pate RR, Powell KE, Blair SN, Fanklin BA, et al. 2007 e CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde).




Parecer

Nutricional


QUANTITATIVO DEFICIENTE - + 100 kcal acima

QUALITATIVO DEFICIENTE– INADEQUADO

HORÁRIOS – INADEQUADOS
De acordo com Dra. Andrea Filgueiras. Nutricionista – CRN 6439 DF.




PARECER (Conclusão da Consulta):
Para que a examinada obtenha o percentual de gordura ideal para sua faixa etária e gênero, desde que submetida à Assessoria Metabólica adequada, será necessário um prognóstico máximo de 16 (dezesseis) semanas. Espera-se que o Perfil Cardiometabólico, os níveis de força/condicionamento físico geral e a mobilidade articular adquiram escores mais favoráveis neste mesmo período.

Conforme história físico-clínica e resultados apresentados à consulta, convém que seja submetida a orientação nutricional para fins da melhora qualitativa da alimentação, e que seja submetida a prescrição de exercícios físicos focados aos grupamentos musculares com níveis baixos de condicionamento.


Curitiba, xx de xxxxxxxxxxxx de 201x.

Dr. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CBO 2236-05 - CREFITO xx xxxxx F




R. Francisco Rocha, 857 - Batel, Curitiba - PR, 80730-390

Telefone: (41) 3026-0161





Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal