Filme: Macunaíma


º: História: os limites entre o mito e a História



Baixar 310.7 Kb.
Página6/8
Encontro17.03.2020
Tamanho310.7 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8

3º: História: os limites entre o mito e a História


Macunaíma traz o desafio de pensar a história e a cultura a partir de uma obra simbóilca, não realista, baseada em mitos e lendas, misturando realidade e ficção. Pode-se discutir com os alunos quais são os relatos que nos conformam, tanto “oficiais” como “ficcionais”, e como a arte pode se apropriar deles para gerar uma reflexão sobre a própria história. Tanto a obra literária quanto o filme se apropriam de mitos e símbolos brasileiros (objeto de estudos profundos realizados por Mário de Andrade), como o curupira, o muiraquitã, a caipora, o gigante Piamã, etc. Ao mesmo tempo, aparecem elementos modernos, como a cidade grande, o carro, o dinheiro, a repressão policial, etc. Todos estes aspectos aparecem misturados e transformados, num grande movimento antropofágico que se pergunta pela identidade brasileira.

O professor pode aproveitar esse movimento para estudar a História do Brasil a partir das várias matrizes étnico-culturais (indígena, africana e europeia) que formaram o povo brasileiro. A historiografia brasileira partiu de qual perspectiva para registrar a nossa história? O que teria sido a narrativa da história brasileira na perspectiva dos dominados (negros e indígenas)? Como essas matrizes estão presentes em nossa vida hoje? É fácil definir uma identidade cultural brasileira hoje? Se a pergunta sobre a identidade hoje em dia soa problemática, nunca deixou de ser necessário entender e refletir sobre as diferentes matrizes culturais que atravessam nossa maneira de entender o mundo e interpretar a História. E, nessa viagem, nem sempre é possível definir os limites da “verdade” e do “mito”.





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal