Famílias e Crianças



Baixar 4.37 Kb.
Encontro29.10.2019
Tamanho4.37 Kb.

Encontro 2006
Realizou-se na cidade de Guaporé nos dias 14 e 15 de outubro p.p. o XVII Encontro dos descendentes dos imigrantes Astolfi-Dall’Acqua. Ainda que o número de participantes tenha ficado aquém do desejado, o entusiasmo, a alegria e o calor familiar engrandeceram o evento.

Para começar, a concentração no saguão do Hotel Topo Gigio, como sempre, foi animada e barulhenta na troca de abraços e beijos entre os que chegavam. A programação iniciou com a visita à Casa de Cultura a dois passos do hotel para apreciar a exposição de fotos que teve por tema Famílias e Crianças. Foram expostas cópias de fotos antigas e atuais de antepassados Astolfi e Dall’Acqua. Foram cerca de 150 fotos, muitas pertencentes ao acervo de Ângelo Dall’Acqua e ao acervo de Itália Dall’Acqua Astolfi, hoje aos cuidados de Maria Astolfi; outras fotos vieram de parentes e de famílias da comunidade guaporense. Entre as fotos expostas, as mais antigas eram as de Ana Bonfardin, viúva de Giuseppe Dall’Acqua, com os filhos, feita por volta de 1908-09, e a de Maria Andriollo, esposa de Luigi Dall’Acqua, com o neto Segundo, da mesma época.

O almoço foi servido na sede da AABB de Guaporé, onde se passou à tarde em convivência fraterna, com roda de chimarrão e muita conversa. Às 15h, o futebol entre solteiros e casados, levando o time dos solteiros à taça da vitória.

À noite, também na sede da ABB, o jantar, seguido de uma apresentação em dialeto italiano pelo humorista Marostica.



A programação do domingo efetuou-se na Linha Colombo, começando com a missa oficiada, pela primeira vez na história dos encontros, pelo Padre e primo Olavo Gasperin, descendente Dall’Acqua, pároco de Arroio Grande, nas vizinhanças de Pelotas, acompanhada pelo coral da capela de Linha Colombo. Seguiu-se o almoço, preparado pelos cozinheiros e churrasqueiros colombenses, transcorrido em clima de muita alegria. No salão, uma exposição de fotos de antigos moradores da localidade A festa culminou, no meio da tarde, com o sorteio da rifa de cestos contendo coisas boas e outros prêmios oferecidos pelos parentes. Por fim, as despedidas, primeiro, daqueles que vieram de longe e tinham muita estrada a percorrer. Aos poucos, com o acalmar da forte, esperada e abençoada chuva que caiu sobre a região, encerrou-se o encontro, deixando em todos a certeza de que valeu a pena estar presente. Até 2008!

Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal