Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro Data da ministração


O chamado de Abraão (Gn 12-38)



Baixar 46.82 Kb.
Página11/12
Encontro17.03.2020
Tamanho46.82 Kb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   12
O chamado de Abraão (Gn 12-38)

Apesar da maldade do coração do homem, Deus quis mostrar sua graça, Ele queria um povo com características específicas, dentre elas:

- a quem pudesse confiar as Sagradas Escrituras

- que fosse sua testemunha às outras nações

- de onde o Messias prometido pudesse vir

Deus chama Abrão de uma terra idólatra, Ur dos Caldeus, para ir à uma terra desconhecida onde Deus o faria pai de uma poderosa nação (Gn 12.1-3; Hb 11.8-22). Assim começa a história de Israel, o povo escolhido de Deus.

Aonde Abraão ia, erguia um altar a Deus, e Deus o honrou se revelando a ele e chamando-o de “amigo de Deus”. Por meio da grande nação que viria a partir de Abraão, as nações da terra seriam abençoadas. Deus tratou a família de Abraão de um modo especial.

As promessas feitas a Abraão passaram então a seu filho Isaque e seu neto Jacó, que, apesar de suas falhas, deram valor à bênção da aliança de Deus. O plano de Deus entusiasmava a família de uma forma sobrenatural. Jacó sofreu por causa de seu pecado e se esforçou de maneira extraordinária, e sua disciplina o transformou em um grande homem. Seu nome foi mudado para Israel, de usurpador passou a ser conhecido como príncipe de Deus (Gn 32.28). Este passa a ser o nome do povo de Deus: Israel, e seus doze filhos se tornam cabeça das doze tribos, conforme Gn 49.



Data da ministração: 29.07.2012




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   12


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal