Escravidão contemporânea na zona rural brasileira: um reflexo de 300 anos de escravidãO


Keywords: Contemporary Slavery. Countryside. Crime. Impunity.   INTRODUÇÃO



Baixar 0.64 Mb.
Pdf preview
Página2/12
Encontro19.12.2022
Tamanho0.64 Mb.
#26157
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
EscravidãoContemporâneaZona
Keywords: Contemporary Slavery. Countryside. Crime. Impunity. 
 INTRODUÇÃO 
 
A escravidão contemporânea está em toda parte, sendo que suas raízes antigas na 
história da humanidade por vezes mascaram uma realidade alarmante: em nenhum momento 
da história existiram tantas pessoas em situação de escravidão. Segundo dados do site 
50forfreedom (2018) há mais de 25 milhões de crianças, mulheres e homens vivendo em 
situação de escravidão contemporânea; isto significa a cada 1000 pessoas que habitam o 
mundo 3 foram submetidas ao tráfico de seres humanos, a servidão por dívida, ao trabalho 
doméstico forçado e outras tantas formas de servidão que caracterizam a escravidão 
contemporânea. 
As estimativas mundiais de acordo com a Global slavery index (2019) apontam para 
três padrões principais de identificação da escravidão contemporânea ao redor do mundo. O 
primeiro padrão é observado em países que vivem em conflito, seja por questões políticas 
religiosas ou territoriais, uma vez que tais conflitos promovem a vulnerabilidade humana 
devido à ausência de governança, de acesso a itens de necessidade básica, como educação, 
assistência, saúde e alimentação. O segundo padrão é caracterizado pelo trabalho forçado 
imposto pelo Estado que recruta pessoas para participar de trabalhos em setores como 
agricultura, construção civil de obras governamentais e trabalhos de natureza militar. 
Finalmente, o terceiro padrão se dá pela presença da escravidão contemporânea em países 
altamente desenvolvidos e países em desenvolvimento que exploram a vulnerabilidade 
humana em benefício de lucros exorbitantes para grandes empresas. 
Conduziu-se este artigo com o objetivo de caracterizar a escravidão contemporânea na 
zona rural brasileira e permitir uma visão realista das condições de trabalho existentes no 
Brasil. Por meio de pesquisa documental foi construído um parâmetro de comparação entre a 
escravidão tradicional e a moderna, de forma que seja possível divulgar o lado mais obscuro e 
impune das organizações. Os resultados serão apresentados a partir de reportagens dos casos 
mais relevantes em cada estado brasileiro, desvendando o histórico dos proprietários das 
fazendas inspecionadas. 



Inicialmente, é apresentado o arcabouço teórico. Em seguida, serão descritos os 
procedimentos metodológicos e os resultados obtidos com a pesquisa. Ao final serão 
apresentadas as considerações finais e as oportunidades de extensão da pesquisa. 

Baixar 0.64 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal