Escravidão contemporânea na zona rural brasileira: um reflexo de 300 anos de escravidãO



Baixar 0.64 Mb.
Pdf preview
Página1/12
Encontro19.12.2022
Tamanho0.64 Mb.
#26157
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
EscravidãoContemporâneaZona



ESCRAVIDÃO CONTEMPORÂNEA NA ZONA RURAL BRASILEIRA: 
UM REFLEXO DE 300 ANOS DE ESCRAVIDÃO 
Anna Luíza de Faria Lima 
Universidade Federal de Uberlândia
Trabalho de Conclusão de Curso 
E-mail: annaluizalima@adm.ufu.br
RESUMO 
A escravidão tradicional vivenciada no Século XIX ainda apresenta seus reflexos no século 
XXI. As condições de trabalho análogas à escravidão ainda perduram, traçando uma realidade 
abusiva da mão de obra humana, não só no Brasil, mas também em grande parte do mundo. O 
objetivo neste trabalho é caracterizar a escravidão moderna na zona rural brasileira e permitir 
uma visão realista das condições de trabalho existentes no Brasil. De forma breve, utiliza-se, 
neste artigo, dados secundários buscados em blogs e informativos judiciários para caracterizar 
as condições de trabalho análogas à escravidão na zona rural brasileira. Acredita-se que as 
condições de trabalho observadas não constituem uma exceção da realidade do trabalhador 
brasileiro e, muito menos, um sinal de que exista um órgão eficiente e responsável pela 
punição dos mesmos, por esse motivo o tema abordado permanece atual e de grande 
relevância para caracterização das condições de trabalho existentes no país. Com a pesquisa, 
foram elencadas características comuns na maioria dos casos observados. Os resultados 
apontam que muito mais do que crimes trabalhistas, as situações constituem crimes contra a 
dignidade humana, apoiados pela impunidade e financiados pela corrupção, de modo que a 
cultura de submissão existente na sociedade brasileira é apenas um dos fatores pelos quais 
ainda escreve-se sobre escravidão nas organizações. 
Palavras-chave: Escravidão Contemporânea. Zona Rural. Crime. Impunidade. 
ABSTRACT 
Traditional slavery experienced in the nineteenth century still has its reflexes in the twenty-
first century. Working conditions analogous to slavery still persist, tracing an abusive reality 
of human labor, not only in Brazil, but also around the world. The objective of this study is to 
characterize modern slavery in Brazil’s countryside and to allow a realistic view of the 
working conditions in the country. Briefly, this article uses secondary data from blogs and 
judicial information to characterize the working conditions analogous to slavery in Brazil’s 
countryside. It is believed that the observed working conditions do not constitute an exception 
to the reality of the Brazilian worker and, even less, a sign that there is an efficient body 
responsible for their punishment, for this reason, the theme addressed remains current and of 
great relevance to characterize the labor conditions in Brazil. Thus, common characteristics 
were listed in most of the observed cases. The results show that much more than labor crimes, 
situations constitute crimes against human dignity, supported by impunity and funded by 



corruption, so that the culture of submission in Brazilian society is just one of the reasons why 
we still write about slavery in organizations. 

Baixar 0.64 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal