Erica cristina gabriela fiorindo haline floriano


ABORDAGEM TEÓRICA DA MITOLOGIA ÁRABE EM SUA FORMA ORIGINAL



Baixar 80.08 Kb.
Página4/11
Encontro17.03.2020
Tamanho80.08 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

2.2 ABORDAGEM TEÓRICA DA MITOLOGIA ÁRABE EM SUA FORMA ORIGINAL



Acredita-se que as primeiras histórias árabes manuscritas datam no século X, e as produções mais completas, no século XIV. O denominado ciclo de histórias se formou em Bagdá e se expandiu no Cairo. Assim, uma vasta literatura se estabeleceu para os alfabetizados, o que tornou capaz de criar uma autoconsciência cultural na população na época. Com a criação das primeiras bibliotecas, que “(...) eram mais que simples repositórios de livros; eram também centros de estudo e propagação de idéias” (HOURANI, 1991, p. 209), passou a ser aceita a ideia de que os livros contribuíam para geração de conhecimento e estudo e ensino da religião Islâmica.

É importante observar que os grandes mitos árabes surgiram a partir dessa autoconsciência cultural que a literatura gerou, uma vez que não era clara a diferença entre ciência e superstição - muitos aceitavam as ideias por serem amplamente difundidas e pouco questionadas por teólogos.

Algumas das crenças mais comuns eram a crença em alquimistas - que alguns metais poderiam ser produzidos pelos homens - e a crença em espíritos - como por exemplo, os jinns. Outras crenças envolviam forças sobrenaturais e bruxaria, além de que os sonhos e as visões poderiam trazer mensagens de Deus. Ibn Khaldun, considerado o maior historiador árabe, considerava a interpretação dos sonhos uma ciência religiosa, pois acreditava que “quando as percepções sensóreas são afastadas pelo sono, a alma tem um vislumbre de sua própria realidade” (adaptado de HOURANI, 1991, p. 214).

O Deus supremo era Alá, mas havia crença em outros deuses, como o Sol e a Lua, entre outros. Os gênios eram divididos entre os "do bem" e os "do mal", respectivamente, os Jinns e os Ghuls. Além desses, algumas outras crenças comuns eram “o olho do mal”, semelhante à superstição de “olho gordo” no Brasil, e o Aladdin, famosa história que foi adaptada pelos estúdios Walt Disney.

Dessa forma, pode-se dizer que a constituição mitológica árabe se originou de questões das quais não se podia ter certeza e geravam dúvida em historiadores e teólogos da época, unidas à cultura, que refletia diretamente nas crenças e na literatura, além de histórias manuscritas propagadas pelos alfabetizados.

Catálogo: pluginfile.php
pluginfile.php -> A educação a Distância vem se fortalecendo e transformando-se em prática educativa com forte poder pedagógico em todos os sentidos
pluginfile.php -> Serviço público federal
pluginfile.php -> Pef3111 Empreendedorismo e Modelos de Negócio
pluginfile.php -> A obra de arte na época de suas técnicas de reprodução
pluginfile.php -> Disciplinas 0s arquivos originais estão no Moodle
pluginfile.php -> Uma Visão geral do livro didático de língua portuguesa do 6º ano e a importância para a leitura por meio do gênero narrativo
pluginfile.php -> Universidade de são paulo escola de comunicaçÃo e artes
pluginfile.php -> Universidade de são paulo escola de comunicaçÕes e artes
pluginfile.php -> Poesia portuguesa e brasileira
pluginfile.php -> Egit o departamento de Teoria e História da Arquitetura tha história da Arquitetura e da Arte 1 Profª Drª. Ana Paula Campos Gurgel


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal