Emêncio Gerónimo Chiposse 1 resumo


Intervenção em relação às necessidades educativas dos alunos



Baixar 311.13 Kb.
Pdf preview
Página4/7
Encontro11.07.2022
Tamanho311.13 Kb.
#24215
1   2   3   4   5   6   7
Perfil e Desafios do Psicologo Educacional e Escolar no contexto mocambicano pdf
Intervenção em relação às necessidades educativas dos alunos: deve se 
encarregar de estudar e prever as necessidades educacionais dos alunos. Graças a 
isso pode agir para melhorar a experiência educacional dos alunos.
ii. 
Funções vinculadas à orientação, aconselhamento profissional e vocacional
o objectivo geral desses processos é colaborar no desenvolvimento das 
competências das pessoas, através do esclarecimento dos seus projectos 
pessoais, vocacionais e profissionais de modo que possam dirigir sua própria 
formação e sua tomada de decisões.
iii. 
Funções preventivas: deve intervir na aplicação das medidas necessárias para 
evitar os possíveis problemas na experiência educacional. É importante agir 
sobre todos os agentes educacionais (pais, professores, filhos, orientadores…). 
iv. 
Intervenção na melhoria do acto educacional: é de grande importância prestar 
atenção à instrução aplicada pelos educadores. Estudar e aplicar as melhores 
técnicas educacionais é necessário para que o aprendizado e o desenvolvimento 
do aluno seja ideal.
v. 
 Formação e aconselhamento familiar: uma parte importante da educação é a 
que a família oferece. Através do estudo da família e do posterior 
aconselhamento é possível alcançar modelos educacionais familiares eficientes. 
Com isso, aumentamos a qualidade de vida de todos os membros da família.
vi. 
Intervenção socioeducativa: a vida acadêmica e familiar não são as únicas 
coisas que educam o ser humano, o ambiente todo importa. É responsabilidade 


do psicólogo educacional se encarregar do estudo de como o sistema social 
influencia a educação para, assim, tentar intervir naqueles aspectos que são 
passíveis de melhorias.
vii. 
 Pesquisa e docência: para que todas as outras funções possam ser 
desempenhadas, são necessárias muitas pesquisas que mostrem as direções a 
seguir. Toda pesquisa seria inútil sem uma docência que dissemine o 
conhecimento entre outros profissionais e estudantes. Com auxilio de diferentes 
teorias 
da 
Psicologia, 
(Behavioristas; 
Construtivistas; 
Motivacionais; 
Cognitivistas, Humanistas…). 
Como assegura RODRIGUES (2001); 
O Psicólogo Educacional tem um campo de intervenção bastante amplo uma 
vez que trata dos aspectos psicológicos da educação em crianças e pessoas 
adultas de todas as idades. Costuma-se pensar que o Psicólogo Educacional no 
interior da instituição escolar para apoiar e orientar estudantes que manifestam 
dificuldades de aprendizagem e de ajustamento ao processo educativo. Esta 
tarefa é simplesmente um dos aspectos da actividade do Psicólogo Educacional. 
Os psicólogos da área educacional, dedicam-se também, por exemplo: i.
definir critérios a que deve obedecer a formação de professores; ii.
estabelecer, de acordo com princípios fundamentais do desenvolvimento 
cognitivo, o momento em que no processo educativo, são possíveis 
determinadas aprendizagens; iii. A avaliar e desenvolver currículos, materiais e 
métodos do processo ensino-aprendizagem; iv. A determinar o efeito dos 
educadores no comportamento dos educandos; v. a elaborar programas e 
métodos que formem e aconselhem professores e pais no auxilio a crianças com 
problemas emocionais e de aprendizagem (P.86).
Portanto, dentro do campo de actuação do Psicólogo Educacional, estão as instituições, 
métodos, currículos e estruturas do sistema educativo. A sua intervenção é importante 
no 
que 
respeita 
aos 
objectivos 
da 
educação, 
á 
orientação 
escolar 

vocacional/profissional. Intervindo junto de organizações sociais como as instituições 
educativas, trabalha em colaboração e diálogo com professores, pais, alunos e outros 
participantes no processo educativo, uma vez que o percurso escolar de um indivíduo é 
simplesmente um dos aspectos do seu desenvolvimento e é influenciado pela interacção 
com outros factores, o Psicólogo Educacional não se pode limitar ao aconselhamento 
em estratégias e métodos de ensino-aprendizagem, em matéria de currículos e de 
recursos educativos.
Com efeito, uma instituição educativa é uma realidade social e económica, com as suas 
contradições e ambiguidades, com um modo de funcionamento de ligação á comunidade 


onde se insere que pode dificultar ou facilitar a actividade educativa. Por outro lado, a 
intervenção na promoção e desenvolvimento do sucesso educativo – não meramente 
escolar – exige atenção ao indivíduo enquanto membro da comunidade educativa. 
Assim, numa perspectiva educacional e não terapêutica, o Psicólogo Educacional pode 
aconselhar os membros da comunidade educativa no que respeita a problemas 
emocionais e distúrbios comportamentais e pessoais directa ou indirectamente 
envolvidas na vida da escola.
Em linhas gerais, na visão de RODRIGUES, (2001,p.88), constituem objectivos do 
Psicólogo Educacional:
I. 
Promover o desenvolvimento integral do indivíduo; 
II. 
Intervir em problemas de natureza emocional que perturbem o processo 
educativo; 
III. 
Prevenir dificuldades de ajustamento ao contexto escolar; 
IV. 
Prestar apoio psicopedagógico aos intervenientes no processo educativo.

Baixar 311.13 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal