Eixo temático: formaçÃo de professores de história O PIBID COMO LUGAR DE PESQUISA PARA formaçÃo de professores de história


PERSPECTIVAS PARA O ENSINO DE HISTÓRIA E AS PRODUÇOES CIENTÍFICAS DO PIBID HISTÓRIA DA UFRN



Baixar 126.49 Kb.
Página4/7
Encontro17.03.2020
Tamanho126.49 Kb.
1   2   3   4   5   6   7
PERSPECTIVAS PARA O ENSINO DE HISTÓRIA E AS PRODUÇOES CIENTÍFICAS DO PIBID HISTÓRIA DA UFRN

Para muitos a pesquisa empreendida por um docente torna-se inviável e incoerente afinal, o professor serve para “dar aulas”. Ao contrário do discurso do professor “dador de aulas” o PIBID tem incentivado à prática da reflexão e da pesquisa, mostrando que ao mesmo tempo em que o professor executa o seu ofício, o seu trabalho pode assim ser investigado, analisado. Sendo assim

as atividades de pesquisa podem proporcionar, ao profissional da docência, meios para a sua reflexão sobre a prática docente e buscar formas que o ajudam a aperfeiçoar cada vez mais o seu trabalho, proporcionando também a todos aqueles com quem trabalha possibilidades de crescimento e renovação. (AZEVEDO, 2010, p. 7)

Compreendendo que esse exercício faz parte da formação docente, muitos bolsistas se dedicaram a analisar as ações propostas pelo programa elaborando artigos sobre as experiências da docência e de sua atuação do PIBID. A proposta da publicação do livro do “PIBID de História: experiências e desafios na Iniciação à Docência” relatam as experiências que o grupo desenvolveu e desenvolvem na escola. As discussões pautam-se nas posições teórico-metodológicas escolhidas, assim como, na articulação com as atividades que estavam sendo efetuadas na escola, sejam os Projetos de Ensino, sejam as atividades da Semana de História. Para isso, os bolsistas tiveram o acompanhamento da coordenadora do projeto em orientações semanais. Os bolsistas envolvidos leram, pesquisaram e discutiram os textos para auxiliarem no desenvolvimento dos projetos a serem aplicados na escola e nos seus próprios textos.

Durante esses dois anos de atuação também foram apresentados trabalhos científicos, banners, submissão de artigos em eventos locais, nacionais e internacionais. Assim, foram possíveis as apresentados de trabalhos sobre a atuação do PIBID-História na Escola Estadual José Fernandes Machado, sobre as ações dos grupos e pesquisas sobre ensino de História: “Desnaturalizando as identidades no Ensino de História”, a qual trabalhou os conceitos de nação e nacionalismo e como eles se tornaram objeto de ensino; “História da historiografia da Educação no Rio Grande no Norte (Primeiras décadas da República)” tendo por objetivo a análise da produção historiográfica sobre a educação no estado do Rio Grande do Norte; A “Historiografia norte-riograndense: unilateralidade e ensino de História” analisando as produções tradicionais e compará-las com outras produções sobre a história do Rio Grande do Norte realizadas por autores contemporâneos investigando até que ponto essa tríade historiográfica foi transposta, o quanto dela permanece e o quanto está imbuída no ensino da história do nosso estado. Os resultados dessa pesquisa, portanto, assim como seu processo metodológico, serviu ao PIBID-História como material didático para os projetos de ensino. “O PIBID ensinando e aprendendo para além das fronteiras da Universidade” que em formato de banner discutiu acerca das questões que envolvem o desenvolvimento de atividades e planejamentos de aula pelos bolsistas do PIBID. Em “Presença/Ausência da Língua Francesa nas Escolas Públicas do Rio Grande do Norte sob a Perspectiva do PIBID”, foi discutido o poder e a influência que a língua francesa exerce e exerceu em nosso Estado. O trabalho “Cangaço no Nordeste brasileiro: uma abordagem da História Social da Cultura no ensino de História” verificando como os meios de comunicação oficiais contribuíram na construção da imagem desse grupo, e entendê-los como sujeitos de sua própria história, procurando ainda construir uma história vista a partir de “baixo”, sem desconsiderar o constante conflito com os atores “de cima”. Em “O programa institucional de iniciação à docência (PIBID) na UFRN: experiências e desafios, realizado na Universidade do Estado do rio Grande do Norte foi apresentado as ações do projeto e suas limitações. Com o “Pibid: as dificuldades e as problemáticas em torno do planejamento de aulas e questões no Ensino de História” foi discutido o desenvolvimento e planejamento das atividades pelos bolsistas do subprojeto de História da UFRN.

Como podemos perceber, o subprojeto de História têm várias produções acerca das ações desenvolvidas pelo grupo. Bem sabemos das dificuldades que o aluno da graduação tem para realizar pesquisa e como já foi citado anteriormente a Educação tem reclamado o seu lugar e questionado o seu papel na sociedade. Como resultados disso, as pesquisas sobre ensino são postas de lado, visto as suas limitações. O PIBID como projeto institucional tem se esforçado para autonomia pedagógica, intelectual dos estudantes de licenciatura tentando possibilitar o desenvolvimento de competências na articulação entre a teoria, a pesquisa e a prática, embora reconheça que ainda são necessários muitos avanços para melhoria do projeto.





  1. Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal