Ed & Lorrain Warren: Domonologistas


partiram de volta para casa. A pedido de Deirdre, e como



Baixar 1.54 Mb.
Pdf preview
Página4/25
Encontro21.09.2022
Tamanho1.54 Mb.
#25451
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25
Ed & Lorrain Warren Domonologi - Gerald Brittle

partiram de volta para casa. A pedido de Deirdre, e como
precaução para que o fenômeno nunca tornasse a ocorrer no


apartamento, os Warren levaram a grande boneca de pano
consigo. Colocando Annabelle no banco traseiro, Ed concluiu que
seria mais seguro evitar o percurso pela interestadual, caso a
entidade não tivesse sido separada da boneca de pano. Seu
palpite estava correto.
Imediatamente, Ed e Lorraine Warren sentiram-se alvo de um
ódio feroz. Então, a cada curva perigosa da estrada, seu carro,
que era novo, começava a morrer, fazendo com que a direção
hidráulica e os freios falhassem. Repetidas vezes, o veículo
esteve prestes a envolver-se em alguma colisão. Com certeza,
teria sido fácil parar e lançar a boneca no matagal. Contudo, se o
objeto profano simplesmente não se
“teletransportasse” de volta para o apartamento das jovens, no
mínimo ele colocaria em risco qualquer pessoa que o
encontrasse.
Na terceira vez em que o carro morreu na estrada, Ed retirou da
maleta um frasco de água benta e aspergiu o seu conteúdo sobre
a boneca de pano, fazendo o sinal da cruz sobre ela. A
perturbação no carro parou de imediato, permitindo que os
Warren chegassem em casa sãos e salvos.
Ao longo dos primeiros dias que se seguiram, Ed manteve a
boneca sentada em uma cadeira ao lado da sua escrivaninha. O
brinquedo levitou várias vezes no início e depois pareceu ficar
inerte.
Durante as semanas subsequentes, porém, a boneca começou a
aparecer em diversos cômodos da casa.
Quando os Warren saíam e a deixavam trancada no escritório
anexo à casa, em geral, ao voltar, eles a encontravam, ao abrir a
porta da frente, sentada confortavelmente na poltrona de Ed, no
andar térreo.


Percebeu-se ainda que Annabelle trouxera um “amigo”, ura gato
preto que, por vezes, se materializava ao lado dela. O gato
rondava o cômodo uma vez, prestando atenção especial aos
livros e outros objetos do escritório de Ed; em seguida, voltava
para junto da boneca r e desmaterializava-se a partir da cabeça.
Também ficou evidente que Annabelle odiava clérigos. Durante o
processo de acompanhamento que se seguiu ao caso, fez-se
necessário que os Warren consultassem os padres episcopais
associados ao incidente no apartamento das jovens enfermeiras.
Certa noite, ao voltar para casa sozinha, Lorraine apavorou-se
com rosnados altos e fortes que reverberavam pela casa inteira.
Mais tarde, ao ouvir às
gravações na secretária eletrônica, havia dois telefonemas
seguidos do padre Kevins. Entre as duas ligações estavam
gravados os inconcebíveis rosar dos que ela havia ouvido
anteriormente na casa.
Certo dia, o padre Daniel Mills, um exorcista católico, estava
trabalhando com Ed e perguntou sobre o novo objeto de
decoração do escritório, a boneca Annabelle.
Ed detalho o caso ao padre Daniel e entregou-lhe a papelada
para que a analisasse. Após ouvir o relato de Ed quanto ao que
havia acontecido, o sacerdote pegou a boneca de pano e disse,
com indiferença: “Você é só uma boneca de pano, Annabelle.
Não pode fazer mal a ninguém”. O padre então arremessou a
boneca preenchida de espuma de volta à cadeira.
“É melhor não falar isso outra vez”, alertou-o Ed, com uma
gargalhada. Não obstante, uma hora mais tarde, quando o padre
Daniel parou para se despedir de Lorraine, ao partir, ela rogou
que ele tomasse muito cuidado ao dirigir, e insistiu que
telefonasse assim que chegasse ao presbitério. “Vislumbrei uma
tragédia com aquele jovem padre”, diz Lorraine, “mas ele tinha
que fazer como quisesse.”


Poucas horas depois, o telefone tocou. “Lorraine”, disse o padre
Daniel, “por que você me falou para tomar cuidado ao volante?”
“Porque”, disse ela, “seu carro ficaria sem controle e você
sofreria um acidente.”
“Bem, você tinha razão”, declarou ele, categoricamente. “O
sistema de freios falhou, quase morri em um acidente de trânsito.
Meu carro está destruído.”
Mais tarde, naquele ano, em uma grande reunião social na casa
dos Warren, Lorraine e o padre Daniel retiraram-se para uma
sala de leitura a fim de conversar por alguns instantes. Por uma
estranha coincidência, Annabelle havia passado àquele cômodo
no dia anterior. Enquanto falava com Lorraine, o padre viu um
ornamento decorativo em uma parede fazer um movimento
rápido. De repente, o colar de dentes de javali de 61 centímetros
que estava acima deles explodiu com uma força impactante. Ao
ouvir aquele barulho impressionante, outros convidados foram de
imediato à sala, momento em que alguém do grupo teve o
cuidado de tirar uma fotografia. Quando revelado, o retrato
estava absolutamente normal —
exceto por dois fachos de luz intensa acima da boneca, ambos
apontando na direção do padre Daniel Mills.
“Em outra ocasião”, conta Ed, “eu estava no meu escritório,
trabalhando com um detetive policial em um caso que envolvia
um assassinato relacionado a bruxaria na região. Como policial,
ele já viu todo tipo de crime; definitivamente, não era o tipo de
homem que ficava ‘apavorado’.



Baixar 1.54 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal