Ditadura Militar



Baixar 16.92 Kb.
Encontro29.07.2022
Tamanho16.92 Kb.
#24390
A Ditadura Militar

Ditadura Militar
é o como chamamos o período em que os governos militares estiveram à frente do Brasil, entre 1964 e 1985. O período da Ditadura Militar foi um dos mais tensos da história brasileira e ficou marcado pela falta de liberdade, pelo uso de tortura contra os opositores políticos e pela prática de terrorismo de Estado.
A Ditadura Militar foi iniciada por um golpe civil-militar realizado em 1964, contra o então presidente João Goulart. Os militares passaram a impor um regime autoritário que era sustentado por atos institucionais. Ao longo dos 21 anos de ditadura, o Brasil teve cinco “presidentes-generais”. O saldo da ditadura foi de 434 entre mortos e desaparecidos, além da morte de milhares de indígenas


Defendida pelos militares como uma ação revolucionária, a ditadura que vigorou no Brasil pode ser caracterizada como uma ditadura civil-militar. Isso em decorrência da efetiva participação de setores importantes do empresariado brasileiro, principalmente os ligados aos grandes bancos e federações industriais do país

A ditadura militar no Brasil durou 21 anos, teve 5 mandatos militares e instituiu 16 atos institucionais – mecanismos legais que se sobrepunham à constituição. Nesse período houve restrição à liberdade, repressão aos opositores do regime e censura.
legalismo
império da lei; amor e fidelidade à legalidade

Ditadura
Durante os mais de 20 anos de regime militar, o país foi marcado pelo autoritarismo e pela exceção, mas a ditadura criou uma fachada democrática para tentar se legitimar, bancando uma democracia com dois partidos, na qual a oposição era sempre impedida de ganhar; as regras eram alteradas sempre que houvesse risco eleitoral; e a maioria da população só votava para o Legislativo, que não tinha independência: quando desobedecia às imposições do regime, era fechado.


Para João Vicente Goulart, filho do presidente João Goulart, deposto em 1964, além de romper o legalismo e violar a Constituição do país, o regime militar transformou o conceito democrático. “A ditadura criou uma geração dizendo que aquilo [o golpe] era a democracia”, disse. Segundo o empresário, o regime militar usou vários artifícios para parecer legítimo. “A democracia é ou não é. Um conceito unívoco. O governo da maioria. E aquilo não era. A grande tragédia foi a criação desse conceito de ‘democracia’ favorável ao golpe”.
Humberto Castello Branco,
marechal do Exército brasileiro, foi um dos organizadores do Golpe Civil-Militar de 1964. Foi nomeado presidente brasileiro após eleições indiretas realizadas em 1964 e governou o país até 1967. Conhecido por ter sido o primeiro “presidente” da ditadura militar no Brasil, foi responsável por implantar as bases do sistema de repressão que caracterizou o país nesse período.
A resistência cultural 
foi uma das formas consagradas de oposição exercidas por intelectuais, artistas, professores e produtores culturais que consistiu num fenômeno político e cultural, diz Rodrigo Czajka, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, no artigo “A Revista Civilização Brasileira: projeto ...
A resistência cultural foi uma das formas consagradas de oposição exercida por intelectuais, artistas, professores, produtores culturais, entre outros, e que consistiu num fenômeno político e cultural sem precedentes na história do Brasil

ANOS DE CHUMBO


Nos últimos anos da década de 60 e início dos anos 70, ao mesmo tempo em que vivia seu período de milagre econômico e de ufanismo modernizante, o Brasil, governado por militares, montava o mais cruel sistema repressor que o país já viveu. Foram os chamados "anos de chumbo".
Baixar 16.92 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal