Disciplina e Semestre: Conteúdo Metodologia e Prática do Ensino da Arte – 3º Período. Autor



Baixar 322.55 Kb.
Encontro29.10.2019
Tamanho322.55 Kb.

Disciplina e Semestre: Conteúdo Metodologia e Prática do Ensino da Arte – 3º Período.

Autor: Marcela Lazara de Mendonça – Matrícula 201405078286

Nome do Jogo: Jogo da Memória com perguntas (Tarsila do Amaral)



Referencias do artista e da obra:

Artista plástica paulista nascida em Capivari, SP, que participou do movimento modernista em São Paulo, desde o seu início (1922) e cuja tela Abaporu (1928) inaugurou o movimento antropofágico na história das artes plásticas brasileiras. Iniciou-se na pintura (1917) estudando com Pedro Alexandrino. Viajou para a França (1920), onde frequentou a Académie Julien e participou do Salão Oficial dos Artistas Franceses (1922), criando técnicas influenciadas pelo cubismo. De volta ao Brasil, uniu-se a Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Mário de Andrade e Oswald de Andrade, formando o chamado Grupo dos Cinco, que defendia as idéias da Semana de Arte Moderna (1922). Casou-se (1926) com Oswald de Andrade e realizou sua primeira exposição individual, na Galeria Percier, em Paris. Suas obras ganharam fortes características primitivistas e nativistas e passaram a ser associadas aos movimentos pau-brasil e antropofágico, idealizados pelo marido. Separou-se e iniciou uma nova fase de sua pintura, mais ligada a temas sociais, da qual tornaram-se exemplos as telas Os Operários e Segunda Classe (1933),Expôs na 1ª e na 2ª Bienal de São Paulo e ganhou uma retrospectiva no Museu de Arte Moderna (MAM) paulista (1960). Participou de mostras coletivas e individuais nos principais museus do Brasil, França e EUA. Foi tema de sala especial na Bienal de São Paulo (1963) e expôs na 32ª Bienal de Veneza (1964) e morreu em São Paulo, nove anos depois. Sua obra teve fortes influências do impressionismo alemão e do cubismo de Léger, aos quais fundiu a experiência da vital brasilidade de sua pintura, como em Abaporu.

Principais características de suas obras

 

- Uso de cores vivas



 

- Influência do cubismo (uso de formas geométricas)

 

- Abordagem de temas sociais, cotidianos e paisagens do Brasil



 

- Estética fora do padrão (influência do surrealismo na fase antropofágica)


Disponível em: http://www.suapesquisa.com/biografias/tarsila_amaral.htm
Obras de Tarsila do Amaral utilizadas:

 

- Autorretrato (1924)



- Carnaval em Madureira (1924)

- Antropofagia (1929)

- A Cuca (1924)

- O Pescador (1925) 

- A Negra (1923)

- O Lago (1928)

- O Ovo ou Urutu (1928)

- Abaporu (1928) 

- Cartão Postal (1928)
Regras: Todas as peças devem estar embaralhadas dispostas em e linhas, as cartas devem estar com a imagem virada para baixo. Um jogador deve ser escolhido para ser o mediador, ele terá a função de questionar os participantes sobre o nome da obra ou o que sabe a respeito da obra ou observar e comentar sobre a obra escolhida ou sobre a artista Tarsila do Amaral e também irá conferir se a dupla de cartas escolhidas estão corretas e ele terá fichas com algumas informações de cada tela e sobre a artista Tarsila do Amaral. O jogador da vez irá virar uma carta e logo após irá escolher outra carta, caso o jogador não queira ou não saiba responder algo sobre a obra os demais jogadores poderão opinar. Caso o jogador erre a dupla de cartas com imagem igual, deve virá-las novamente na mesma posição. Caso acerte, as cartas devem permanecer viradas para cima. Cada jogador tem apenas uma chance em cada rodada, mesmo que acerte a dupla imagem. O jogo se encerra quando todas as duplas de cartas forem encontradas e não restar mais nenhuma peça sobre a mesa de jogo.

Material: Folha A4, folha colorida, contact transparente, cola, tesoura.

Peças:1 cartão com as regras do jogo, 20 cartas com imagens de obras de Tarsila do Amaral, 10 cartões com as informações de cada tela, 1 cartão contendo informações sobre Tarsila do Amaral.



Faixa Etária: 10 e 11 anos.

Objetivo:

Desenvolver o raciocínio lógico, concentração, memorização e a capacidade e observação.

Comunicar, questionar e interagir promovendo a socialização e o respeito mútuo entre as crianças.



Estimula a cooperação e a competição positiva.

Conhecer e apreciar algumas das obras da artista Tarsila do Amaral.

Reforça a importância do brincar.













Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal