Diálogo das Civilizações reflete sobre o cosmopolitismo do espírito como um bem coletivo e direito de todos



Baixar 21.88 Kb.
Página1/3
Encontro30.06.2021
Tamanho21.88 Kb.
  1   2   3

Diálogo das Civilizações reflete sobre o cosmopolitismo do espírito como um bem coletivo e direito de todos

Seminário traz a participação de conferencistas internacionais nas áreas de literatura, história, filosofia e artes

Coordenado e organizado pela artista plástica Denise Milan e pela Profa. Dra Olgária Matos, o seminário Diálogo das Civilizações traz a participação de conferencistas nas áreas de literatura, história, filosofia e artes, para palestras nos dias 9 e 10 de dezembro, na Biblioteca Mário de Andrade e na Tenda Cultural Ortega y Gasset, na USP. Do encontro das tradições da cultura cristã, árabe e judaica da Idade Média com o mundo contemporâneo, o evento reflete sobre o cosmopolitismo do espírito como um bem coletivo e direito de todos.


O Oriente e Ocidente se encontram no espírito das grandes escolas de tradução, a de Alexandria, sob Alexandre Magno, e a de Toledo, sob Afonso X, o Sábio - escolas onde o grego, o latim, o árabe e o hebraico permeavam-se num fraterno movimento translatício. Ao traduzirem uma cultura na outra, estas Escolas criaram para o ocidente a forma por excelência da convivialidade, da confiança e da hospitalidade. Neste sentido, este seminário visa reaver essa herança que é a memória viva de todas as culturas e civilizações. Nessa perspectiva, o século IV AC, o século XII e o século XXI se reúnem para pensar este diálogo no presente..


Entre os destaques, está a palestra do professor na Universidade Notre Dame - Louaizé, do Líbano, Edward J. Alam (“O Solo Fértil e Infértil do Líbano”); do presidente do Instituto do Cedro no Líbano e membro do comitê ativo do Diálogo das Civilizações e Culturas da NDU Youssef Rahme (“História Mundial no Contexto do Líbano: Reflexões no Diálogo das Civilizações e Culturas”), e do diplomata francês e atualmente encarregado de negócios da União Européia na Síria Anis Nacrour (“Sísifo no Levante”). Participam ainda Berta Waldmann, Doutora em Literatura Comparada e Teoria Literária pela USP, e Mamede Mustafa Jarouche, Professor livre-docente da USP em Literatura Árabe, entre outros. A mesa de abertura terá a presença de Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo, Juca Ferreira, Secretário da Cultura do Município de São Paulo, e de Maria Arminda do Nascimento Arruda, Pró-Reitora de Cultura e Extensão Universitária da USP.
O evento é realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e Tenda Cultural Ortega y Gasset, com o apoio da Universidade Federal de São Paulo, da Aliança Francesa de São Paulo, do Cedars Institute, da Universidade Notre Dame – Louaize, do Lebanon: Land for Dialogue among Civilizations and Cultures e The Council for Research in Values and Philosophy. 





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal