Determinante para o estímulo à arte nacional e ao sentimento nacional



Baixar 11.26 Kb.
Pdf preview
Encontro03.09.2022
Tamanho11.26 Kb.
#25123
A prosa rma e romance urbano


A prosa romântica introduziu o Romantismo no Brasil. Embora ainda segundo os padrões
europeus, na linha de romances como Walter Scott e Honoré de Balzac, a prosa romântica foi
determinante para o estímulo à arte nacional e ao sentimento nacional.
Folhetim
A difusão da prosa romântica foi impulsionada pelo folhetim. Os folhetins eram capítulos de
romances de periodicidade semanal publicados em jornais. Por meio deles, o romance tornou-se
extremamente popular e por ele, o sentimento de democracia aflorado no País foi alastrado.
Com o folhetim, a literatura passa de bem destinado à aristocracia e ultrapassa a exclusividade da
nobreza.
Surgem os primeiros consumidores da produção literária e a literatura é expandida ao leitor
comum. E é pelo folhetim que a prosa do Romantismo alcança o sucesso que obteve no Brasil.
Nacionalismo Romântico
O sentimento de nacionalismo no romantismo contribuiu para valorizar o Brasil e o desvinculou da
influência impositiva da arte portuguesa.
É um momento em que a literatura portuguesa também está mais voltada para Portugal. Há uma
clareza da distinção dos costumes da colônia e da metrópole. Características
Nacionalismo
Subjetivismo
Ufanismo
Idealização da mulher
Religiosidade
Culto à natureza
Amor platônico
Idealismo
Estética nativista Obras e Autores
A prosa romântica no Brasil foi manifestada em Romance Indianista, Romance Urbano e Romance
Nacionalista.
As obras relatavam o comportamento social da época exaltando as peculiaridades da cultura
nacional. Romance Indianista


O romance indianista busca valorizar o herói nacional, o índio. São explorados temas como a
natureza, o sentimentalismo. O heroísmo é representado pela nobreza de caráter e valentia das
personagens.
Autores
O principal autor dessa fase da prosa romântica no Brasil é José de Alencar (1829-1877). Seria
este um estilo criado por ele.
Alencar escreveu O Guarani, Iracema e Ubirajara no estilo de prosa romântica nacionalista.
Romance Urbano
O romance urbano retrata a pequena burguesia, a ascensão da classe média, as relações sociais e
morais. São narrativas lentas, minuciosamente descritivas da ambientação das personagens.
Autores
Os autores de maior relevância dessa fase da prosa romântica no Brasil são:
Joaquim Manoel de Macedo, com A Moreninha;
Manoel Antônio de Almeida, com Memórias de um Sargento de Milícias;
José de Alencar, com Diva e Senhora. Romance Regionalista
A prosa romântica regionalista no Brasil representa o povo, diferente dos nobres na Corte.
Demonstra o ambiente rural, em oposição às cidades. Representam o sertanejo, as paisagens e os
costumes do sertão.
Autores
José de Alencar está entre os principais autores dessa fase da prosa romântica brasileira, com a
obra, O Sertanejo. Também destacaram-se: Bernardo Guimarães, com A Escrava Isaura, e
Visconde de Taunay, com Inocência.

Baixar 11.26 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal