Descomplicando a Mobilidade Urbana



Baixar 35.11 Mb.
Pdf preview
Página371/374
Encontro11.08.2021
Tamanho35.11 Mb.
1   ...   366   367   368   369   370   371   372   373   374
os  aplicativos 
ligados ao movimento de pessoas pela cidade possibilitam acompanhar 
dados  instantâneos  e  de  maneiras  criativas  de  visualização  de  infor-
mações, através das quais é possível tomar decisões de planejamento 
urbano que podem direcionar o desenvolvimento urbanístico e propor 
soluções  para  apropriação  dos  espaços,
 tendo em vista os três últimos 
aspectos apontados no quadro 1, Planejar - Gerenciar - Monitorar, precisam 
continuamente ser revistos para que a gestão da mobilidade urbana não se 
engesse e esteja acompanhando os avanços sociais.
Quadro 7. 
Fontes extra 
tarifárias
Fonte: 
Santini, 2020.
(I) Cobrança de proprietários 
de imóveis e de responsáveis 
por grandes empreendimen-
tos imobiliários.
Destinação de uma parcela do valor arrecadado 
com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).
Cobrança de compensação de grandes empreen-
dimentos que tenham impacto no trânsito, com 
um shopping e / ou estádio de futebol. 
(II) taxar o setor produtivo 
Cobrança de tributos específi cos para transporte 
sobre o faturamento das empresas e / ou sus-
pensão do vale-transporte e repasse do valor ao 
órgão público. 
(III) buscar recursos junto a 
sociedade
Cobrança de estacionamentos públicos e priva-
dos. redirecionamento das arrecadações sobre os 
impostos IPI, ICMS, IPVA. 
(IV) taxar usuários de trans-
porte motorizados
Pedágio urbano.
(VI) Mecanismos comple-
mentares para obtenção das 
fontes extra tarifárias.
Por exemplo, no caso do modelo de compar-
tilhamento: de bicicleta, patinete entre outros 
que possam existir, em que o governo faça o 
gerenciamento do Software (aplicativo) por meio 
de uma empresa pública, a 


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   366   367   368   369   370   371   372   373   374


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal