Descomplicando a Mobilidade Urbana



Baixar 35.11 Mb.
Pdf preview
Página337/374
Encontro11.08.2021
Tamanho35.11 Mb.
#16753
1   ...   333   334   335   336   337   338   339   340   ...   374
Descomplicando a Mobilidade Urbana - Manual de Ações para Gestores Públicos
34,2% dos usuários 
não teriam acesso ao serviço ofertado
, devido a impossibilidade de aces-
sar o aplicativo online. Todavia, esta defi ciência poderia ser mitigada com o 
fornecimento de bancos de dados para utilização do aplicativo. 
Entretanto, ainda assim, teríamos 11,2% dos usuários sem acesso ao serviço 
por não possuírem o smartphone em si. Neste ponto, vale observar que
caso  o  sistema  seja  implementado  apenas  de  forma  complementar  à 
rede  existente,  essa  limitação  poderia  não  representar  um  problema 
signifi cativo
. No entanto, no caso do serviço ser utilizado no transporte da 
última e primeira milha, a ausência de um sistema de comunicação com o 
passageiro se tornaria um uma barreira importante que poderia, em última 
instância, inviabilizar sua utilização.
Além disso, por se tratar de um sistema que envolve a transferência de 
dados, 
é preciso criar mecanismos de proteção das informações, de for-
ma  a  assegurar  a  privacidade  do  usuário
. De acordo com Coskun et al. 
(2013), dispositivos móveis conectados à internet são vulneráveis e estão 
sujeitos a serem utilizados para fi ns prejudiciais. 
É preciso notar que, em muitos casos, as empresas operadoras de servi-
ços de transportes atuam de forma concorrente, logo, compartilhar infor-
mações em tempo real em uma plataforma compartilhada poderia fazer 
com que usuários fi delizados passassem a ter outras opções. Isso poderia 
acarretar variações na demanda, difi cultando o planejamento e opera-
ção das empresas
. Logo, o operador, detentor de um contrato com o poder 
público para prestação de um serviço essencial, poderia, em função de 
interesses privados, inviabilizar a implantação de um projeto de interesse 
público. Nesse sentido
é fundamental que o gestor público, ciente des-
ses possíveis entraves, atue de forma a garantir que o interesse público 
seja priorizado
.
312   | 
CAPÍTULO 9 - TRANSPORTE PÚBLICO SOB DEMANDA
|   313
CAPÍTULO 9 - TRANSPORTE PÚBLICO SOB DEMANDA


6. CONCLUSÃO
O serviço de transporte público sob demanda concentra-se na otimiza-
ção dos atributos de viagem para um grupo de passageiros
 e, por isso, 
pode resultar em tempos de espera e viagem mais longos, se comparados 
com o transporte individual sob demanda, não devendo, portanto, ser alvo 
de comparações estritas. 
Além disso, essa é uma 
alternativa viável como complemento à uma 
estrutura de rede tradicional
 e não como substituto total dessa estrutura. 
Este tipo de serviço é especialmente benéfi co em locais e horários nos quais 
as linhas de transporte coletivo tradicionais operam com demanda muito 
abaixo de sua capacidade, sendo, nesse cenário, uma opção mais acessível, 
econômica, segura e dinâmica para os passageiros. 
Baixar 35.11 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   333   334   335   336   337   338   339   340   ...   374




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal