Curitiba-pr 2011 paraná Educação a Distância


a/as. Daí já se podem tirar algumas conclusões. a)



Baixar 1.5 Mb.
Pdf preview
Página46/102
Encontro13.07.2022
Tamanho1.5 Mb.
#24240
1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   102
Livro Português
a/as. Daí já se podem tirar algumas conclusões.
a) Não se usa crase diante de palavras masculinas, já que estas exigem 
artigos masculinos. Há, sim, uma exceção quando se subentende a 
expressão “à moda de”: Vestia-se à Luiz XV.
b) Não se usa crase diante de verbos, já que esta é uma classe morfológica 
masculina e, se utilizarmos artigo diante dos verbos, transformamo-los 
em substantivos masculinos. Andar faz bem. O andar da moça é 
elegante.
c) Não se usa crase diante de nomes de cidades que não aceitem o artigo 
definido feminino. Chegou a Belém. Voltou de Belém. Trouxe 
presentes de Belém para mim. Isso é diferente de Veio à Bahia a 
passeio. Trouxe presentes da Bahia. Nasceu na Bahia.
d) Não se usa crase no meio de substantivos repetidos porque só há 
necessidade da colocação da preposição. Ficou cara a cara com o 
bandido. A dor escorria gota a gota.
e) Pronomes que não possam ser precedidos do artigo definido feminino, 
inclusive os de tratamento. Trouxe dúvidas a ela. Você também pode 
fazer a transformação para o masculino e notar que só há, realmente, a 
presença da preposição. Trouxe dúvidas a ele.
Figura 13.1 - Dúvida
Fonte: http://www.reformaortografica.net


Você pode complementar seus estudos 
pesquisando sobre crase em:
www.brasilescola.com/gramatica/
crase
Português
e-Tec Brasil
210
f) Não se usa crase quando já existe outra preposição, a não ser no caso da 
preposição até. Estava perante a lei. A festa foi até às / as nove horas.
g) Não se usa crase quando a palavra feminina for dotada de sentido 
genérico, for nome de Santa ou celebridade histórica. Não daremos 

Baixar 1.5 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   102




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal