Curcuma longa



Baixar 104.18 Kb.
Pdf preview
Página1/16
Encontro16.01.2021
Tamanho104.18 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


189

Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR, Umuarama, v. 20, n. 3, p. 189-194, set./dez. 2016



CURCUMA LONGA

 L., O AÇAFRÃO DA TERRA, E SEUS BENEFÍCIOS 

MEDICINAIS

Juliana Pelissari Marchi

1,3

Luana Tedesco



2,3

Ailton da Cruz Melo

4

Andressa Caroline Frasson



5

Vivian Francielle França

6

Samantha Wietzikoski Sato



7

Evellyn Claudia Wietzikoski Lovato

8

MARCHI, J. P.; TEDESCO, L.; MELO, A. da C.; FRASSON, A. C.; FRANÇA, V. F.; SATO, S. W.; LOVATO, E. C. W. Curcuma longa



 L., 

o açafrão da terra, e seus benefícios medicinais. 



Arq. Cienc. Saúde UNIPAR, Umuarama, v. 20, n. 3, p, 189-194, set./dez. 2016.

RESUMO: Plantas medicinais são de grande importância nos estudos para elaboração de fármacos de origem natural. A Curcuma Longa 

Linn é uma planta pertencente a espécie Zingiberaceae, cujo nome científico é Curcuma longa L. É popularmente conhecida como açafrão, 

açafrão da terra, gengibre amarela e raiz de sol. Possui aspecto rizomatoso e forte tonalidade amarela. Originária da ásia e cultivada em 

regiões tropicais e subtropicais, é muito utilizada na culinária e medicina popular. Esta revisão bibliográfica teve por objetivo descrever 

os principais usos medicinais da Curcuma longa L. É utilizada como tempero, especialmente na região continental da Índia. Sendo consu-

mido principalmente na forma de pó seco, utilizado para coloração alimentícia devido à sua forte coloração amarela, associada aos efeitos 

terapêuticos e dietéticos

 Os pigmentos responsáveis por essa coloração forte, pertencem à classe dos diferoluilmetano, representados pela 

curcumina, se tornando bastante utilizada como corante.



 Os rizomas da cúrcuma são processados e deles se extraem óleo essencial, curcu-

mina e fécula. Possui diversas atividades farmacológicas, destacando seus principais potenciais terapêuticos, tais como; atividades anti-in-

flamatória, antiviral, antibactericida, antioxidante, antifúngica, anticarcinogênica, entre outras ações. Estudos indicaram que a curcumina 

apresenta efeitos neuroprotetores no tratamento da Doença de Alzheimer e de Parkinson, prevenindo a inflamação e o dano oxidativo. A 

pesquisa permitiu verificar a importância da Curcuma longa L. e seu grande potencial de utilização, contendo, principalmente, efeito anti-

-inflamatório e provável efeito neuroprotetor com potencial para o desenvolvimento de medicamentos. Diante disso, fazem-se necessários 

estudos, para avaliar seu potencial como planta medicinal. 




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal