Comunidade escolar


Adinkra Funtummireku Denkyemmireku: unidade na diversidade



Baixar 3.13 Mb.
Pdf preview
Página4/48
Encontro15.12.2022
Tamanho3.13 Mb.
#26150
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   48
Educação e relaçõe sraciais
Adinkra Funtummireku Denkyemmireku: unidade na diversidade.


6
damente todas essas dimensões. Seja na maior presença de negros(as)entre 
aqueles(as) que estão fora de creches, escolas e universidades; na concen-
tração de pessoas negras em instituições educativas com as piores condi-
ções de atendimento e insumos; nos processos pedagógicos e avaliativos 
que desconsideram os sujeitos e seus contextos; e na “naturalização” de que 
determinadas crianças, adolescentes, jovens e adultos têm menos direitos de 
fato do que outros em decorrência da cor da pele e da origem social. 
O aprimoramento de estratégias que promovam a qualidade educacional e 
o direito humano à educação de qualidade no Brasil efetivamente para todos 
e todas exige enfrentar o racismo como um dos grandes desafios históricos 
da democracia brasileira, ainda minimizado nos debates educacionais do país. 
Enfrentá-lo é uma responsabilidade de toda a sociedade brasileira, conforme 
destaca o Parecer das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das 
Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e 
Africana
1
, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação em 2004. 
Superando resistências
Mais especificamente, a Coleção Educação e Relações Raciais visa con-
tribuir para que as escolas desenvolvam um processo de autoavaliação 
participativa sobre a implementação das disposições da LDB alterada pela
Lei 10.639/2003, ampliem a roda de pessoas e coletivos envolvidos com 
o enfrentamento do racismo e de outras discriminações e construam um 
plano de ação estratégica que supere resistências e gere transformações 
efetivas no cotidiano escolar. 
A proposta também busca reconhecer, potencializar e articular ações já 
desenvolvidas por escolas, secretarias de educação, universidades e orga-
nizações da sociedade civil, destinadas a promover uma educação antirra-
cista e não discriminatória. Nesse sentido, a iniciativa reafirma a importân-
cia de concretização do Plano Nacional de Implementação das Diretrizes 
Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para 
o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana
2
, de 2009, que tem 
por objetivo ampliar as condições de institucionalização da LDB alterada 
pela Lei 10.639/2003 nas políticas educacionais. 
A Coleção foi desenvolvida do trabalho com escolas, do diálogo com expe-
riências internacionais e nacionais de educação das relações raciais – em es-
pecial as promovidas a partir de organizações do movimento negro brasileiro 
1 Disponível em http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_003.pdf
2 Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1378
8:diversidade-etnico-racial&catid=194:secad-educacao-continuada&Itemid=913
13095-GUIA_AF6.indd 6
12/4/13 5:57 PM


7
– e com outras experiências educativas comprometidas com a superação das 
discriminações e afirmação dos direitos humanos de todas as pessoas.
A Coleção é composta por quatro materiais, além deste Guia Metodo-
lógico. Eles estão disponíveis para acesso público e gratuito pela internet 
e podem ser utilizados de forma combinada ou separada em diversos 
momentos e espaços da vida escolar: em atividades em sala de aula, em 
horários de planejamento pedagógico e de formação de professores, em 
reuniões de pais, mães e familiares, em plenárias com toda a comunidade 
escolar, em festas, em processos de autoavaliação participativa, em reu-
niões do grêmio estudantil, nas atividades de pátio etc. Os materiais são 
os seguintes:

Baixar 3.13 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   48




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal