Componente curricular



Baixar 3.97 Mb.
Página294/438
Encontro29.10.2019
Tamanho3.97 Mb.
1   ...   290   291   292   293   294   295   296   297   ...   438
O papel do professor

A primeira coisa que queremos que você, professor, saiba é que também estamos trabalhando em sala de aula e temos total consciência do que pode ser feito ao longo de um ano de 200 dias letivos. Compartilhamos das mesmas preocupações sobre qual é a melhor forma de ensinar os conceitos físicos, como demonstrar de modo teórico ou experimentalmente uma situação importante, quantas e quais atividades devem ser feitas com os alunos para melhor compreensão dos conceitos e aplicações deles, o que é importante os alunos pesquisarem para compreender os fenômenos físicos e científicos no cotidiano deles, como avaliar o aprendizado deles associado às competências e habilidades desenvolvidas ou aprimoradas ao longo do mês/bimestre/trimestre e que ainda dê espaço para que eles possam "ir além", bem como o atendimento às necessidades de aprendizagem de alunos em regime especial de avaliação, como fazer um planejamento que permita o contato com outras disciplinas do Ensino Médio na proposta de criar um curso que aponte caminhos interdisciplinares e não apenas multidisciplinar, usando para isso outros instrumentos de aprendizagem, como artigos de jornais e revistas científicos, música, filmes e mídias digitais diversas, e também planejar e organizar eventos como feiras de ciência, mostra de projetos, entre outros.

8. ROSSI, P. Naufrágios sem espectador: a ideia de progresso. Tradução de Álvaro Lorencini. São Paulo: Unesp, 2000. p. 23.

295

Conhecendo essa demanda, ao longo da renovação desta coleção, pensamos em deixá-la o mais completa para facilitar a função docente. Isso não quer dizer, em hipótese alguma, que o professor deve se utilizar de todo o material nela oferecido ou que não deva optar por um texto ou grupo de exercícios de sua própria autoria ou preferência. Pelo contrário, os recortes didático-pedagógicos devem ser feitos de acordo com a própria necessidade e intentos. A autonomia que esperamos que o professor alcance com o uso desta coleção se equivale à ideia de autonomia detalhada na LDB:

"Na sala de aula, a autonomia tem como pressuposto, além da capacidade didática do professor, seu compromisso e, por que não dizer, cumplicidade com os alunos, que fazem do trabalho cotidiano de ensinar um permanente voto de confiança na capacidade de todos para aprender. O professor como profissional construirá sua identidade com ética e autonomia se, inspirado na estética da sensibilidade, buscar a qualidade e o aprimoramento da aprendizagem dos alunos, e, inspirado na política da igualdade, desenvolver um esforço continuado para garantir a todos oportunidades iguais de aprendizagem e tratamento adequado às suas características pessoais."9

Uma diretriz muito clara para o ensino das Ciências Naturais no Ensino Médio é a ruptura com o modo como elas são ensinadas no Ensino Fundamental:

"A aprendizagem das Ciências da Natureza, qualitativamente distinta daquela realizada no Ensino Fundamental, deve contemplar formas de apropriação e construção de sistemas de pensamento mais abstratos e ressignificados, que as trate como processo cumulativo de saber e de ruptura de consensos e pressupostos metodológicos. A aprendizagem de concepções científicas atualizadas do mundo físico e natural e o desenvolvimento de estratégias de trabalho centradas na solução de problemas é finalidade da área, de forma a aproximar o educando do trabalho de investigação científica e tecnológica, como atividades institucionalizadas de produção de conhecimentos, bens e serviços".10

Dessa forma, caso você precise de uma sugestão para "contemplar formas de apropriação e construção de sistemas de pensamento mais abstratos e ressignificados", vai encontrar nesta coleção um texto teórico sólido que indicará como fazê-lo. Partes mais significativas dos textos complementares sobre tecnologia e História e Filosofia da Ciência da versão anterior foram adaptadas ao texto base, diminuindo as rupturas do ritmo da leitura do texto. Em paralelo, os textos interdisciplinares destacam as disciplinas envolvidas, ajudando você a tratar o conhecimento "como processo cumulativo de saber e de ruptura de consensos e pressupostos metodológicos". A "aprendizagem de concepções científicas atualizadas do mundo físico e natural e o desenvolvimento de estratégias de trabalho centradas na solução de problemas" é encontrada em diversas atividades propostas e também nas atividades experimentais, bem como nas questões propostas de textos de leitura e discussão em grupo, que aproximam "o educando do trabalho de investigação científica e tecnológica, como atividades institucionalizadas de produção de conhecimentos, bens e serviços".

Entendemos que um dos grandes desafios da prática docente esteja na compreensão e na aplicação de ensinar por meio de habilidade e competências. Atenção: ensinar por meio de habilidades e competências, e não ensinar competências e habilidades, pois como bem sinalizou Elio Carlos Ricardo,

9. BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Lei de diretrizes e bases da educação. Brasília, DF, 1996. p. 71. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf. Acesso em: 11 abr. 2016.

10. Ibid, p. 20.

296

"[...] não se ensina diretamente competências, mas cria-se condições para seu desenvolvimento. As habilidades, que estariam mais ao alcance da escola, não deveriam ser compreendidas como um simples saber-fazer procedimental, mas talvez um saber o que fazer, ou ainda saber e fazer, articulando assim competências e habilidades, pois essas são indissociáveis."11

Sobre essa questão há muitos estudos feitos e alguns resultados de sucesso publicados, principalmente em congressos e seminários sobre educação, ainda que muitos não estejamos totalmente familiarizados com a abrangência dessas ideias, pois, como escreveu Philippe Perrenoud no seu livro 10 Novas Competências para Ensinar, "decidir na incerteza e agir na urgência: essa é uma maneira de caracterizar a especialização dos professores"12. Acreditamos que esta coleção, renovada, dialoga constantemente com os parâmetros curriculares nacionais e, portanto, o professor que utilizá-la, independentemente do recorte dado, estará atuando de acordo com a LDB. Assim como Maria Regina Dubeux Kawamura e Yassuko Hosoume, entendemos que

"Para enfatizar os objetivos formativos e promover competências, é imprescindível que os conhecimentos se apresentem como desafios cuja solução, por parte dos alunos, envolve mobilização de recursos cognitivos, investimento pessoal e perseverança para uma tomada de decisão. Nessas circunstâncias, importa o desenvolvimento de atividades que solicitem dos alunos várias habilidades, entre elas, o estabelecimento de conexões entre conceitos e conhecimentos tecnológicos, o desenvolvimento do espírito de cooperação, de solidariedade e de responsabilidade".13

Vale a pena, novamente, descrevê-las para eventuais consultas:

Tabela: equivalente textual a seguir.



Competências e habilidades a serem desenvolvidas em Física


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> FÍSICA%201°%20AO%20%203°%20ANO%20-%20FTD
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
FÍSICA%201°%20AO%20%203°%20ANO%20-%20FTD -> Componente curricular


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   290   291   292   293   294   295   296   297   ...   438


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal