Componente curricular: Ciências da Natureza Ano: 9º Bimestre: 3º



Baixar 5.27 Mb.
Página2/6
Encontro13.02.2022
Tamanho5.27 Mb.
#21601
1   2   3   4   5   6

Número de aulas sugeridas





  • 3 aulas (de 40 a 50 minutos cada).

AULA 1

Objetivos específicos





  • Conhecer as relações hierárquicas entre as estruturas que armazenam a informação genética.

  • Identificar os cromossomos e as formas de apresentação de um cariótipo.

  • Compreender o conceito de ploidia.


Recursos didáticos


Livro do Estudante (Unidade 6); palitos de dente (ou barbante), papel-cartão (uma folha por dupla); cola e idiograma (disponível na internet).

Encaminhamento


Inicie a aula perguntando aos alunos o que são cromossomos. É possível que eles já conheçam o termo, mas não saibam defini-lo. Pergunte também se eles fazem ideia de onde os cromossomos são encontrados. Mesmo que não consigam elaborar uma resposta, dê dicas para que concluam que os cromossomos ficam no núcleo das células. Informe que, nesta aula, eles construirão um conjunto de cromossomos. Faça no quadro de giz um desenho de um par de cromossomos genérico (XX) e explique que, com base nesse desenho, eles deverão montar um conjunto com 23 pares de cromossomos utilizando palitos de dente (ou barbante). Peça aos alunos que formem duplas e distribua uma quantidade suficiente de material para cada dupla. Explique que os pares de cromossomos devem ser diferentes uns dos outros. Em 22 pares, os cromossomos devem ser iguais dentro do par. No 23o par, os cromossomos podem ser tanto iguais como diferentes (deixe cada dupla escolher como quer representar esse par). Sugira que os alunos finalizem o trabalho colando os pares de cromossomos em uma folha de papel-cartão, organizados por tamanho (do maior para o menor).

Em seguida, peça aos alunos que comparem o seu “quadro de cromossomos” com a imagem da seção “Cariótipo” do Tema 3 da Unidade 6 do Livro do Estudante. Pergunte se eles veem alguma relação entre a imagem do livro e o trabalho que realizaram. Utilize-o para explicar que existem duas formas de representar cromossomos, uma com base em microscopia (a imagem do livro) e outra através de esquemas conhecidos como idiogramas. Procure na internet exemplos de idiogramas e distribua para a turma.

Pergunte aos alunos se alguém sabe o nome que é dado ao conjunto de cromossomos de uma espécie. Caso ninguém saiba, explique que ele se chama cariótipo. Em seguida, pergunte se eles acham que o número de cromossomos é o mesmo para todas as espécies. Após ouvir as respostas, explique que o número varia entre as espécies. Comente que os cromossomos se apresentam em forma de X quando a célula está se preparando para a divisão.
Aproveite o momento para explicar o conceito de ploidia. Fale aos alunos que os 46 cromossomos correspondem ao número de cromossomos da espécie humana. Em seguida, pergunte: “Se um indivíduo da espécie humana possui 46 cromossomos, quantos cromossomos ele recebeu do pai e quantos recebeu da mãe?”. Quando os alunos concluírem que o indivíduo recebeu 23 cromossomos do pai e 23 da mãe, questione como fazer o cariótipo representar apenas os cromossomos de um dos genitores. Espera-se que eles concluam que basta remover um cromossomo de cada par. Pergunte, então, se eles sabem do que os cromossomos são feitos. Complemente as respostas falando sobre o código genético (DNA) e os genes, comentando que os cromossomos de cada par são chamados de homólogos e contêm informações para as mesmas características. Utilize essa ideia para explicar os conceitos de haploide (n) e diploide (2n) e não se esqueça de comentar que os gametas são sempre haploides.

Finalize questionando sobre o par de cromossomos com formatos distintos. Pergunte aos alunos se eles sabem o que esses dois cromossomos representam e se eles poderiam ser iguais. Com base nas respostas, explique sobre os cromossomos sexuais e comente como se dá a determinação do sexo em mamíferos.

Como atividade complementar, peça aos alunos para fazer, ainda em duplas, uma pesquisa sobre anomalias cromossômicas em humanos e levantem um exemplo de determinação sexual em animais não mamíferos. Sugira que cada dupla fale sobre um tipo de anomalia cromossômica, comentando seus sintomas, e também que explique um sistema de determinação sexual diferente do humano.

Para acompanhar a aprendizagem, avalie o envolvimento dos alunos durante a montagem do cariótipo, a interação entre as duplas e a participação de cada um nas questões levantadas durante a aula. Solicite aos alunos que respondam às questões dos boxes De olho no tema dos Temas 1 e 3 da Unidade 6 do Livro do Estudante. Avalie também a resposta dada à atividade 1 desta sequência didática.


AULA 2


Baixar 5.27 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal